domingo, 16 de julho de 2023

Fim do programa de escolas cívico-militares não afeta escolas militares estaduais do Maranhão


A decisão do governo federal de encerrar o programa das escolas cívico-militares, instituído em 2019 pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, não afeta as escolas militares estaduais, que já funcionam no Maranhão há muitos anos.

Muitos pais ficaram apreensivos acreditando que o fim do programa encerraria as atividades nestas escolas, que não têm nenhuma relação com o programa.

O Maranhão possui 51 colégios militares implantados, sendo 31 do Corpo de Bombeiros e 20 da Polícia Militar. Estes seguem com o mesmo funcionamento normal. As duas mais conhecidas em São Luís são a escola 2 de julho (do Corpo de Bombeiros) e a escola militar Tiradentes (Polícia Militar).

Escolas ameaçadas pelo fim do programa

Apenas três escolas no Maranhão faziam parte do programa do governo federal e agora estão ameaçadas. Elas ficam em São Luís, São José de Ribamar e Imperatriz. As prefeituras dos três municípios ainda não definiram o que vai acontecer. Elas devem aguardar o decreto do governo federal para definir o futuro das escolas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Polícia Federal realiza operação que investiga tráfico de drogas dentro de terra indígena no MA

Operação foi realizada dentro da Terra Indígena Bacurizinho, em Grajaú, cidade a 450 km de São Luís. Polícia Federal realiza operação de com...