segunda-feira, 25 de março de 2019

Rachadura no asfalto sobre a ponte do Rio Maracaçumé chama atenção de motoristas

É preciso atenção das autoridades do Governo do Maranhão e do Governo Federal para o pequeno problema que pode se tornar um ‘problemão’.




Os maracaçumeenses estão atentos aos riscos que as rachaduras no asfalto sobre a ponte do Rio Maracaçumé podem causar. E chamam atenção para problemas que podem ser evitados se as autoridades realizarem serviços de recuperação do asfalto imediatamente.


Uma rachadura que corta de uma lado ao outro o asfalto, que era simplória, hoje (25) amanheceu maior e mais perigosa. Além disso, é relevante frisar que é o no mesmo local de uma das emendas da ponte.

Sem nenhum laudo técnico fica difícil dizer se a rachadura afeta a estrutura da ponte, no entanto é fácil constatar que já oferece risco a quem passa pela ponte todos os dias, pois a rachadura começa a se transformar em um buraco.




Via Blog do Fernando Nascimento

Desembargador determina a soltura do ex-presidente Michel Temer

O desembargador Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, determinou nesta segunda-feira, 25, a soltura do ex-presidente Michel Temer, segundo informou o advogado Eduardo Canelós a aliados do emedebista.

Athié é relator do habeas corpus dos advogados de Temer, que contestam o decreto de prisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio, responsável pela Operação Lava Jato. A decisão também inclui a liberdade do ex-ministro Moreira Franco.

Athié havia pedido que o caso fosse incluído na pauta de julgamento do tribunal na próxima quarta-feira, para que a decisão sobre o habeas corpus fosse colegiada. Ao conceder a liberdade, porém, ele se antecipou.

Temer foi preso na quinta-feira, 22, em investigação que mira supostas propinas de R$ 1 milhão da Engevix no âmbito da Operação Descontaminação, desdobramento da Lava Jato. Também foram detidos preventivamente o ex-ministro Moreira Franco (MDB), e outros 8 sob suspeita de intermediar as vantagens indevidas ao ex-presidente.

Revista IstoÉ

Caso Mateus | Família é vitima de trote e jovem continua desaparecido em Carutapera

Mateus está desaparecido a mais de 24 horas.

A família do jovem Edson Mateus de apenas 15 anos que desapareceu na tarde deste domingo (24) após cair na maré e ser levado pela correnteza,foi vítima de trote [ Uma brincadeira desumana,ainda mais se tratando do sofrimento das pessoas]

Enquanto sofriam a angustia de noticias vindas por amigos e pescadores que também ajudam a procurar o corpo de Mateus de apenas 15 anos, desaparecido no domingo as 17 horas,a família foi vitima de um trote, onde disseram que teriam encontrado o corpo do jovem as 13 horas desta segunda feira (25). 

Para aumentar ainda mais a dor dos familiares após todo procedimento feito com a urna e embarcação onde trariam o corpo do jovem,descobriram que a família havia sido vítima de um trote. 

Após mais de 24 horas Mateus continua desaparecido.  
Em um áudio compartilhado agora pouco  nas redes sociais familiares afirmam que foram vítima de trote e que Mateus segue desaparecido. 



Entenda o caso

Edson Mateus,15 anos, desapareceu no domingo as 17 horas, após ter caído na maré e ser arrastado pela correnteza, no município de Carutapera. (Reveja Aqui) 

Na rede social  áudios de familiares da vitima foram compartilhados , pedindo ajuda  nas buscas para localizá-lo, pescadores  da cidade realizaram buscas em pequenos barcos,mais por conta da baixa iluminação as buscas foram encerradas no domingo e reiniciadas hoje cedo.

Mateus teria saído com familiares para pegar Siri em uma praia do município.

Após chuva, rua cede e interdita passagem de veículos no MA

Rua da Vitória dá acesso a MA-202, também conhecida como “Estrada da Maioba”, e liga os municípios de São José de Ribamar e Paço do Lumiar, na Região Metropolitana de São Luís.




As fortes chuvas que vem caindo nos últimos dias no estado está causando estragos e prejuízos em várias localidades. Como é o caso da Rua da Vitória que dá acesso a MA-202, também conhecida como “Estrada da Maioba”, que liga os municípios de São José de Ribamar e Paço do Lumiar, situados na Região Metropolitana de São Luís.

No local, a rua está interditada e completamente destruída após o início do período chuvoso. A água levou levou toda a cabeceira da ponte que existia no espaço. Por conta disso, pedestres e motoristas estão sendo impedidos de trafegar na via.

Além disso, o asfalto que compõem a Rua da Vitória está oco e corre o risco de ceder a qualquer momento. Para tentar atravessar a rua foi colocado pedaços de mato e de concreto, de maneira improvisada, na parte da cabeceira da ponte que cedeu.

Para evitar acidentes, a Secretaria de Infraestrutura do estado do Maranhão (Sinfra) já isolou a área a fim de evitar acidentes como motoristas de veículos de passeio e motociclistas no espaço.

Segundo o Núcleo de Meteorologia da UEMA, do dia 1º de março até o domingo (24), foram contabilizados mais de 582 milímetros de chuvas na capital. O número representa 26,4% a mais do previsto para o mês e segundo as previsões, março deve ultrapassar os 600 milímetros de chuvas. A previsão é que o mês de abril também registre um grande volume de água, já que historicamente é considerado o mais chuvoso do ano no Maranhão.

Rua da Vitória dá acesso a MA-202 e liga os municípios de São José de Ribamar e Paço do Lumiar — Foto: Reprodução/TV Mirante


Por G1 MA 

Prefeito Sissi Viana autoriza construção de Cais Flutuante

Obra permitirá que godofredenses realizem viagens a qualquer momento, independentemente do estado de variação da maré.





O prefeito Sissi Viana visitou, neste último fim de semana, os portos das comunidades de São José, Aurizona e Ponta do Jardim.

Acompanhado de vereadores e secretários municipais, o gestor autorizou a construção do chamado Cais Flutuante, equipamento público que permitirá que os moradores da cidade de Godofredo Viana realizem viagens marítimas a qualquer momento, independentemente do estado de variação da maré.

Atualmente, em função da maré, o emparque e desembarque de passageiros só é possível ser feito durante o período de preamar nos cais da Ponta do Jardim e São José.

“Trata-se de uma obra muito importante, uma vez que beneficiará passageiros e trabalhadores que operam nas embarcações”, afirmou o prefeito.

Sissi Viana também visitou o porto da comunidade do Bairro de Fátima. Na oportunidade, o prefeito autorizou a execução de obras de ampliação e melhoria do equipamento público.

BOM JARDIM - Prefeito é alvo de mais um pedido de afastamento do cargo pelo MPMA


O Ministério Público do Maranhão ajuizou na última quinta-feira, 21, mais um pedido de afastamento do prefeito de Bom Jardim, Francisco Alves de Araújo, do cargo. Desta vez, o requerimento teve como base uma Ação Civil Pública (ACP) por improbidade administrativa, proposta em novembro de 2017, devido a irregularidades em um processo seletivo para contratação temporária de 733 servidores municipais.

De acordo com depoimentos de candidatos inscritos e até de um vereador de Bom Jardim, o seletivo foi utilizado como meio para empregar pessoas indicadas pelo gestor e por aliados políticos.

Em apenas dois anos e três meses, o prefeito já foi alvo de cinco Ações Civis Públicas do MPMA. Em 2017, foi afastado por conta do seu envolvimento num esquema que ficou conhecido como a “Máfia dos Combustíveis”, por meio do qual o prefeito comprava apoio político abastecendo veículos particulares de seus aliados. Ele só retornou ao cargo por decisão do Tribunal de Justiça.

Em outras duas ações, a Promotoria de Justiça de Bom Jardim também requereu que Francisco Alves de Araújo fosse afastado. Ambas tratam da contratação ilegal de uma empresa para serviços de transporte escolar e aluguel de veículos.

Segundo o promotor de justiça Fábio Santos de Oliveira, além das irregularidades na própria realização do seletivo de 2017, durante as investigações foram identificados vários casos de funcionários que não desempenham suas funções na Prefeitura, mas são remunerados regularmente pelos cofres do município.

Ainda de acordo com o membro do Ministério Público, as contratações irregulares continuaram em 2018 e em 2019. Em depoimentos, dois vereadores de Bom Jardim – Adalvan Andrade e Antônio Gomes da Silva – relataram que o prefeito ofereceu a cada parlamentar que lhe apoia 40 vagas de emprego na Prefeitura.

Além disso, o ex-secretário de Saúde Silvano de Andrade declarou que o seletivo foi forjado, “pois não foi realizada nenhuma análise de currículos, e os contratados foram previamente escolhidos pelo prefeito”.

“MEDIDA IMPRESCINDÍVEL”

Para Fábio Santos de Oliveira, o afastamento do gestor é essencial para a garantia da ordem e a preservação do patrimônio público. “O afastamento do prefeito de Bom Jardim é medida imprescindível à instrução processual, visto que, conforme restou devidamente comprovado nos autos, ele pratica, reiteradamente, atos de improbidade que causam prejuízo ao erário”, argumentou.

Redação: CCOM-MPMA

Chuvas causam deslizamentos em áreas de risco em São Luís



Com o aumento das chuvas na Região Metropolitana de São Luís também aumentam os deslizamentos nas áreas de risco na capital.

Como é o caso do bairro Sá Viana, situado na área Itaqui-Bacanga, onde os moradores da Rua Militana Ferreira já sentem os reflexos da chuva, pois no local houve um deslizamento de terra e muitas residências estão ameaçadas.

Além disso, a Rua Militana Ferreira desmoronou e partiu ao meio com a forte chuva ocorrida no domingo (24). De acordo com os moradores, a Defesa Civil esteve ainda no domingo no bairro e já iniciou com um planejamento a fim de evitar novos deslizamentos.

Os moradores afirmam que ficaram assustados quando a rua veio abaixo. Os residentes dizem que durante a chuva a enxurrada invade o local e não há um sistema de escoamento para a chuva, e por conta da força da água a rua começou a rachar e com isso parte da rua veio abaixo.

Os moradores que viviam próximo de onde a rua partiu já foram retirados por uma equipe da Defesa Civil. Além disso, o Corpo de Bombeiros também esteve presente no bairro Sá Viana e na localidade retirou uma moradora que há poucos dias tinha dado a luz e por questão de segurança foi remanejada para evitar que ela sofresse algum acidente.

Por conta do corte de parte da rua um poste de iluminação pública caiu, mas não há risco de choque elétrico porque foi interrompida o fornecimento de energia.

De acordo com o Núcleo de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) há a possibilidade de fortes chuvas para São Luís nas próximas horas. Nas últimas 24 horas, foram registrados 217 milímetros de água, que representa metade do que estava previsto para todo o mês de março na capital.

Compartilhe

Postagem em destaque

Rachadura no asfalto sobre a ponte do Rio Maracaçumé chama atenção de motoristas

É preciso atenção das autoridades do Governo do Maranhão e do Governo Federal para o pequeno problema que pode se tornar um ‘problemão’. ...