domingo, 31 de dezembro de 2017

Em entrevista exclusiva ao JP Flávio Dino que o Maranhão vai ter grandes saltos em 2018

Animado com os indicadores econômicos positivos do Maranhão, o governador anunciou que 2018 ainda vai revelar duas boas novas de 2017 no estado

Fonte: Jornal Pequeno
Foto: Gilson Ferreira

Em entrevista à editoria de política do Jornal Pequeno (Lourival Bogéa, Oswaldo Viviani, Manoel Santos Neto, Itevaldo Júnior, John Cutrim), o governador Flávio Dino disse que a eleição com Roseana Sarney como candidata a governadora será, segundo ele, “mais saborosa e emocionante”. “Eu gosto de forte emoções. Alguém que torce pelo Botafogo, tem que gostar de emoções fortes…”.

Além do balanço da gestão realizada em 2017, Dino discorreu sobre os investimentos que serão realizados a partir do ano que vem, como o Hospital da Ilha, de urgência e emergência, que será construído na avenida São Luís Rei de França e que atenderá toda a Região Metropolitana de São Luís.

“Nós já abrimos a licitação, que ocorre em janeiro. Vamos usar recursos do BNDS e da Caixa Econômica”, detalhou o governador, que disputará a reeleição no ano que vem. Sobre 2017, o governador falou da instabilidade política nacional e dos desafios da gestão, que mesmo com as dificuldades manteve programas, que ele espera que sejam perenes, como o Escola Digna, a Força Estadual de Saúde e o Mais IDH.

Animado com os indicadores econômicos positivos do Maranhão – mesmo nesses tempos de incertezas econômica e política no país –, o governador anunciou que 2018 ainda vai revelar duas boas novas de 2017 no estado: o avanço no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) e um dos maiores crescimentos do PIB no Brasil.

O governador Flávio Dino também falou sobre o rompimento do senador Roberto Rocha. Dino disse que até hoje não entende a razão a qual levou Rocha a tratá-lo de repente como inimigo. O governador falou ainda que nunca quis responder as críticas do senador a ele e a seu governo.

“Agora objetivamente tu me pegunta ‘houve alguma coisa’, não!. Então realmente é uma coisa fora de tom, fora de lógica, é uma coisa mais no terreno da irracionalidade do que uma coisa propriamente racional. E eu vou continuar sem responder ele, diga-se de passagem, a não ser que se de fato ele for candidato a governador, aí claro eu terei que responder, embora eu não acredite que ele será candidato a governador”, declarou.

JP – E se a ex-governadora Roseana Sarney realmente for candidata ao governo, como o senhor acha que vai ser a eleição?

Flávio Dino – Acho que será uma eleição mais emocionante. Eu gosto de fortes emoções. Alguém que torce pelo Botafogo tem que gostar de emoções fortes… Acho que é uma eleição mais emocionante [com Roseana na disputa], uma eleição mais nítida, muita clara, muito fácil de fazer o contraste. Então, será uma eleição saborosa, eu diria.

JP – A sociedade até hoje não entende bem esse rompimento que houve entre o senador Roberto Rocha, que já foi seu aliado, e o sr. O que realmente aconteceu, afinal?

Flávio Dino – Realmente não sei te explicar, porque a gente era aliado político, não éramos amigos, também não éramos inimigos, ele de repente que começou a me tratar como inimigo, do nada, porque não era critica política, era raivoso. Eu acho que ele foi num crescente talvez o fato de eu nunca ter respondido ele foi se irritando, porque eu nunca respondi. Ele foi para um nível de agressividade pessoal que eu não consigo entender, talvez pelo fato de eu nunca ter respondido e ele se considere tão importante para a política maranhense que eu deveria respondê-lo todos os dias. Ele posta absurdos na internet e eu acho que a resposta mais educada que eu tenho é ignorar, e talvez isso tenha gerado um ciclo de agressividade realmente fora do tom. Tem hora que eu penso que ele está até editando o jornal O Estado do Maranhão, tem hora neh, ou sendo editado pelo Estado do Maranhão [da família Sarney]. Eu não consigo entender direito, agora objetivamente tu me pegunta ‘houve alguma coisa’, não!. Alguma coisa que teve me pedido é politicamente, ideologicamente, seja lá o que eu tenho pedido pra ele, nada.

JP – Na reeleição do prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Jr., ele queria que o filho, Roberto Jr, fosse vice do Edivaldo. Não foi isso a causa do rompimento?

Flávio Dino – Eu concordei com o Roberto Jr. de vice, este é o paradoxo, nesta mesa aqui, eu concordei, depois por alguma razão que eu não sei qual foi e também não me vem ao caso, outrem resolveu tirar Roberto Jr. de vice, que não fui eu. E eu tenho a prova objetiva disso, ora se o PCdoB reivindicasse a vice do Edivaldo, por que que eu iria deixar todos os meus secretários inelegíveis? A gente nunca cogitou indicar o vice, nem na prefeitura. Vou te dar um exemplo, o Lula Fylho, que é o atual secretário de Saúde da Prefeitura, é do PCdoB, tava inelegível. Poderia ser vice, não poderia, poderia. O Felipe poderia ser vice, o Marco poderia ser vice, tanta gente, a gente tinha assim 20 nomes que dariam bons vices, todos estavam inelegíveis. Quando eles vieram e disseram não nós queremos que o PCdoB indique o vice porque houve um problema que eu não sei qual foi, nós lembramos por sorte do Júlio Pinheiro que era candidato a vereador, o atual vice-prefeito da cidade. Ele só não estava inelegível por que ele era candidato a vereador e tinha se descompatibilizado do sindicato porque senão até ele estava inelegível. Então essa é a prova que a gente não reivindicava, era um lugar que pra nós a gente não reivindicava. Eu não sei se houve assim algum envenenamento. Ele adotou um caminho próprio, ele já tinha adotado em Imperatriz, sem combinar com ninguém, que foi o ingresso do Ildon Marques no PSB. Parece que houve um desentendimento também dele com o Luciano Leitoa dento do PSB, até o Chico Leitoa fez um artigo explicando isso, uma série de fatores, nenhum atribuíveis a mim. Eu não pedi pra ele votar contra o impeachment da Dilma, acabei de dizer aqui, eu respeito tudo isso, não pedi pra ele, vota assim, vota assado, ele que um dia me ligou e disse ‘vou votar pelo impeachment’, ele me ligou. Eu disse ‘ok, Roberto, eu compreendo as suas razões e tal, seu partido está votando e etc’. Então realmente é uma coisa fora de tom, fora de lógica, é uma coisa mais no terreno da irracionalidade do que uma coisa propriamente racional. E eu vou continuar sem responder ele, diga-se de passagem, a não ser que se de fato ele for candidato a governador, aí claro eu terei que responder, embora eu não acredite que ele será candidato a governador.

JP- Em relação à sucessão presidencial, o senhor acredita que Lula terá condições de sair candidato?

Flávio Dino – Lula tem direito de tentar ser candidato. Acho que ele tem ainda um longo processo pela frente, mas, na minha opinião, ele tem não só o direito como o dever de tentar ser candidato. É um processo difícil, naturalmente. Porque ele já parte perdendo, em face de uma sentença condenatória. Portanto, não é um processo simples.

Eu diria que é possível que ele seja candidato. Não é provável, mas é possível. Acho que ele tem de esgotar todos os recursos que o conduzam a isso, e tenho sustentado isso publicamente.

JP – O senhor é amigo do ex-presidente Lula?

Flávio Dino – Tenho conversado com o ex-presidente Lula. Não me considero amigo pessoal dele. Porque amigo pra mim é uma coisa bem singular: amigo é quem vai na casa da gente, a gente visita na casa dele. Nesse sentido, não. O presidente Lula é para mim, hoje, um aliado político, como eu sou do PT, em termos estaduais. Agora, o que Lula vai fazer em 2018 realmente eu não faço a menor ideia.

JP – Qual deve ser o critério para escolha do candidato à outra vaga ao Senado?

Flávio Dino – Deve ser o mesmo critério, deve ser do mesmo modo que foi o Weverton, que não foi decidido por mim, mas pela imensa maioria dos partidos que hoje me apoiam. Ele teve isso – e isso é mérito dele, ele fez isso sozinho – destaque com uma posição nacional clara no campo anti-Temer. Ele naturalmente ganhou a simpatia do campo anti-Temer, no estado. Mas ao mesmo tempo ele soube – por méritos dele – costurar apoio dos partidos… Então, ele construiu o apoio em torno do nome dele, de um modo tão claro que eu, na verdade, fui declarar o que praticamente já estava pactuado. Por isso foi uma boa escolha, porque foi no tempo certo e do jeito certo. Não foi uma imposição.

E é isso que tenho dito a todos os que se apresentaram como pré-candidatos: tanto para o Waldir Maranhão, como para o Zé Reinaldo e para Eliziane Gama. Todos os três têm suas virtudes, indiscutíveis, seus méritos. É claro que, por exemplo, em relação à figura do Zé Reinaldo sempre há um caminho todo especial de todos nós pela condição dele de ex-governador do Estado, obviamente. Mas é preciso que haja uma construção que sustente esse pleito, de disputar o senado. Eu não posso trair as minha convicções. Eu realmente acho que não cabe mais na política do Maranhão nenhum tipo de coronelismo. Então, não vou ser eu a fazer imposição, como tradicionalmente era feito no estado.

JP – Numa reunião com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, ocorrida aqui no Maranhão, o senhor teria dito a ele que apoiaria o deputado federal José Reinaldo [de saída do PSB] ao senado, caso ele fosse para o DEM e o DEM se aliasse ao senhor aqui no estado. Isso se confirma?

Flávio Dino – Não foi bem assim. Essa reunião realmente houve aqui no Maranhão. Eu e o Rodrigo somos amigos há muitos anos, fomos deputados juntos, e me foi feita a seguinte pergunta: ‘O fato de o ex-governador Zé Reinaldo se filiar no DEM é um critério que o exclua da chapa do Senado?’ Eu respondi: ‘De modo algum’. E devolvi ao Maia outra pergunta: ‘E o DEM ficará conosco?’ Ele respondeu: ‘Sim, ficará’.

Janeiro chega com 1790 vagas abertas em nove concursos no Maranhão

São nove no total. Juntos, somam 1790 vagas. Os salários passam de R$ 9 mil. Para todos os níveis de escolaridade.

Por: O Imparcial
Foto: Reprodução

Quer começar o ano e realizar o sonho de passar em um concurso público? Vamos listar todos os certames com inscrições abertas no Maranhão.

São nove no total. Juntos, somam 1790 vagas. Os salários passam de R$ 9 mil. São eles: Aged-MA, Detran-MA, Segep-MA, Emserh, Câmara de Ribamar Fiquene, Prefeitura de Balsas, Prefeitura de Sucupira do Riachão (2), Prefeitura e Câmara de São Bernardo.
PUBLICIDADE

Agência Estadual de Defesa Agropecuária (2018)

São 100 vagas em cargos de niveis médio/técnico e superior. As chances são para os cargos de Fiscal Estadual Agropecuário (Médico Veterinário, Engenheiro Agrônomo e Engenheiro Florestal), Técnico de Fiscalização Agropecuária ou Agronegócios e Auxiliar de Fiscalização Agropecuária. Vencimentos iniciais de até R$ 4.400,00. Para inscrever-se o candidato deverá acessar o endereço eletrônico da FCC (www.concursosfcc.com.br), no período de 08 de janeiro e 9 de fevereiro de 2018. Provas objetivas serão realizadas nas cidades de Balsas, Caxias, Imperatriz e São Luís, conforme opção indicada pelo candidato no Formulário de Inscrição, com previsão de aplicação para o dia 8 de abril de 2018. A validade do concurso será de dois anos, a contar da data da publicação de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez.
Detran-MA (2018)

Para disputar as vagas de Analista é preciso possuir curso de graduação em qualquer área, enquanto que para concorrer às vagas de Assistente, basta ter o ensino médio ou técnico completo. Interessados devem se inscrever exclusivamente via site da FCC (www.concursosfcc.com.br) de 11 de dezembro de 2017 a 18 de janeiro de 2018. Será cobrada taxa de inscrição no valor de R$ 90,00 ou R$ 140,00, conforme o cargo, lembrando que o edital prevê a reserva legal de vagas para candidatos negros (no mínimo 20%) e para candidatos com deficiência (5%). As provas objetivas serão realizadas nas cidades de Caxias, Imperatriz e São Luís, conforme opção indicada pelo candidato, com previsão de aplicação para o dia 18 de março de 2018. O gabarito será divulgado no site da FCC a partir das 17h do dia seguinte ao da aplicação. A validade do concurso será de dois anos, a contar da data da publicação de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez.
Emserh-MA

A Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) oferece 1.000 vagas em seu quadro efetivo das áreas administrativa, médica e assistencial. Os aprovados convocados terão salários mensais iniciais de até R$ 7.425,31 e a organização da seletiva está por conta do Instituto AOCP.

Na área médica, conforme o edital 02/2017, são ofertadas 60 vagas para Médicos de diversas especialidades. No edital 01/2017, que se destina à área administrativa, são 630 vagas para ps empregos de Assistente Administrativo, Advogado, Analista Administrativo e Jornalista. Por fim, no edital 03/2017, da área assitencial, estão previstas 310 oportunidades distribuídas para os empregos de Enfermeiro (diversas especialidades), Técnico de Enfermagem, Biomédico, Bioquímico, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Odontólogo, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional e Técnico em Saúde Bucal. Interessados deverão se inscrever de 15 de dezembro de 2017 a 9 de janeiro de 2018 no endereço eletrônico www.institutoaocp.org.br. Será cobrada taxa de inscrição de R$ 80,00 ou R$ 120,00.
Câmara de Ribamar Fiquene

Contrata quatro novos profissionais, além da formação de cadastro de reserva. O certame está sendo executado sob responsabilidade do Instituto Coelho Neto. As oportunidades são para Agente de Serviços Gerais – Classe Não Administrativa, Auxiliar Administrativo – Classe Administrativa e Contador. Os candidatos aprovados e convocados atuarão em regime de trabalho de 20 a 40 horas semanais, com vencimentos que variam entre R$ 937,00 a R$ 1.500,00.

As inscrições vão de 08 a 19 de janeiro de 2018 e para realizá-las é preciso apresentar os documentos solicitados em edital, no prédio do Centro Administrativo, situado na Rua Vanderlei Ferraz, s/n, Centro de Ribamar Fiquene.
Prefeitura de Balsas

A Prefeitura de Balsas oferece 140 vagas e forma dezenas de cadastros de reserva para profissionais de todos os níveis de escolaridade. Do total de vagas distribuídas, quatro serão reservadas a candidatos com deficiência. As remunerações oferecidas variam entre R$ 1.007,42 e R$ 1.709,96. A realização do certame estará sob a responsabilidade da Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA – FSADU.

As vagas são para as funções de condutor Samu, professor educação infantil, técnico em radiologia, auxiliar educacional cuidador, professor de português, professor de matemática, professor de inglês, professor de história, professor de geografia, professor de educação física, professor de ciências, terapeuta ocupacional, médico veterinário, médico urologista, médico radiologista, médico ortopedista, médico ginecologista, médico generalista, médico dermatologista, fonoaudiólogo, enfermeiro e assistente social.

As inscrições serão realizadas das 10h do dia 4 de janeiro às 18h do dia 15 de janeiro de 2018, nos endereços www.fsadu.org.br e www.sousandrade.org.br. As taxas variam entre R$ 50,00 e R$ 80,00.
Sucupira do Riachão I

A Prefeitura de Sucupira do Riachão, no estado do Maranhão, realizará o processo seletivo regido pelo edital nº 002/2017, destinado a selecionar profissionais para o preenchimento de 85 vagas, seis delas reservadas aos candidatos com deficiência.

O seletivo será realizado sob a responsabilidade da Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA – FSADU, e as vagas são para as funções de Enfermeiro, Farmacêutico, Médico Plantonista, Nutricionista, Técnico em Enfermagem, Motorista (ambulância), Vigia e Zelador.

As oportunidades são para suprimento de vagas nas Secretarias de Saúde, Administração, Assistência Social, Educação e para o Hospital Mestre Alberto Leite de Sousa, em cargos de níveis fundamental, médio/técnico e superior.

Os vencimentos são de R$ 937,00 a R$ 2.000,00, em jornada de até 40 horas semanais de trabalho.

Os interessados deverão efetuar as inscrições de 21 de dezembro de 2017 a 09 de janeiro de 2018, nos endereços www.fsadu.org.br e www.sousandrade.org.br. As taxas variam entre R$ 55,00 e R$ 85,00.
Sucupira do Riachão II

A Prefeitura de Sucupira do Riachão, contratar 41 novos servidores em cargos de todos os níveis escolares. O concurso será realizado sob a responsabilidade da Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA – FSADU.

Os vencimentos serão de até R$ 6.500,00 em jornadas de 20 a 40 horas por semana. Das vagas destinadas a cada cargo, 5% ficam reservadas aos candidatos portadores de deficiência.

As vagas são para os cargos de Farmacêutico, Fisioterapeuta, Médico PSF, Professor de Educação Infantil/Creche, Professor de Ensino Fundamental (1º ao 5º ano), Professor de Ciências, Professor de Geografia, Professor de História, Professor de Inglês, Professor de Português, Auxiliar Administrativo, Fiscal Sanitário, Técnico em Enfermagem, Técnico em Higiene Bucal, Agente de Combate a Endemias, Motorista “D” e Operador de Máquinas e Equipamentos.

Inscrições

Os interessados deverão efetuar as inscrições do dia 21 de dezembro de 2017 a 09 de janeiro de 2018, nos endereços www.fsadu.org.br e www.sousandrade.org.br. As taxas variam entre R$ 55,00 e R$ 85,00.
São Bernardo

Até o dia 11 de janeiro de 2018 a Prefeitura e a Câmara de São Bernardo, no interior do Maranhão, estará recebendo inscrições referentes ao concursopúblico n.º 001/2017. Sob a execução do Instituto Machado de Assis, a iniciativa oferece 220 vagas para profissionais de níveis fundamental, médio e superior, com remuneração variável entre R$ 937,00 a R$ 3.500,00.

Cargos

Prefeitura: Guarda Municipal, Maqueiro, Motorista, Monitor de Ônibus Escolar, Agente Administrativo, Agente Tributário, Assistente Social, Enfermeiro, Fisioterapeuta, Nutricionista, Professor e Médico.

Câmara: Auxiliar de Serviços Gerais, Copeiro, Porteiro, Auxiliar Administrativo e Secretário Executivo.

Inscrição

As inscrições serão feitas via internet no endereço eletrônico www.institutomachadodeassis.com.br. A taxa de inscrição é de R$ 58,57 (fundamental), R$ 70,77 (médio) e R$ 115,42 (superior).

Fonte: concursosbrasil.com.br

Tragédia em São Luís! Incêndio destrói palafitas e deixa 17 famílias desabrigadas

Bombeiros no local do incêndio

Um incêndio de grande porte ocorrido na tarde deste sábado (30) destruiu diversas moradias em uma localidade conhecida como Portelinha situada na região dos bairros Fé em Deus e Liberdade, Região Metropolitana de São Luís.
Famílias perderam tudo que tinham
Pelo menos 17 casas (palafitas) foram destruídas pelo fogo. Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas, mas o incêndio foi difícil de ser debelado pelos militares. Ainda nesta noite havia focos de incêndio no local. As causas estão sendo apuradas.
Por conta do sinistro, várias famílias estão desabrigadas e perderam tudo que tinham. Portanto, quem puder ajudar com alimentos, roupas, calçados, utensílios, móveis em bom estado podem fazer doações que estarão sendo arrecadadas na Capela da Fé em Deus, na Rua Joaquim Serra, s/n, e também na Secretaria Paroquial do Santuário de Nossa Senhora da Conceição o Monte Castelo. Toda ajuda será bem vinda.
O incêndio destruiu pelo menos 17 palafitas na Fé em Deus

sábado, 30 de dezembro de 2017

Em três anos, Flávio Dino promove quase 8 mil policiais e bombeiros militares



Governador já fez 7.974 promoções de policiais e bombeiros militares no Maranhão. (Foto: Divulgação)

Em três anos de gestão, o governador Flávio Dino fez 7.974 promoções de policiais e bombeiros militares no Maranhão. Em post nas redes sociais, ele informou que foram, em média, sete promoções por dia.

“Com as promoções de policiais e bombeiros militares que efetuei ontem (28), chegamos a 7.974 promoções no nosso governo. Maior número da nossa história, média de 7 promoções por dia”, escreveu Flávio Dino.

Ele acrescentou que as promoções representam “valorização e respeito que trazem melhorias à segurança de todos”. Antes de 2015, policiais levavam até 20 anos para conseguir uma promoção.

Desde 2015, o Maranhão vem aumentando o número de policiais, capacitando os profissionais e valorizando a carreira. Hoje, o Estado tem a maior tropa da história, com mais de 12 mil profissionais, resultado de nomeações feitas ao longo destes três anos.

O Governo do Estado também já entregou mais de 830 viaturas e reformou e construiu dezenas de prédios para as forças de segurança maranhenses.

MENSAGEM FINAL DE ANO DO PREFEITO SISSI VIANA

O Prefeito Sissi Viana divulgou em sua página oficial no Facebook na noite deste sábado (30) sua mensagem de Final de  Ano a todo povo godofredense. Confira.


Mega-Sena paga neste domingo (31) o maior prêmio da história: R$ 280 milhões


Foto Reprodução
Com o maior prêmio da história das loterias brasileiras, a Mega-Sena da Virada sorteará um prêmio estimado em R$ 280 milhões neste domingo (31), a partir das 20h, com transmissão ao vivo pelos principais canais de televisão.
Caso somente um apostador leve o prêmio, o novo milionário poderá se aposentar com uma fortuna equivalente a outro prêmio de loteria por mês, cerca de R$ 1,2 milhão, apenas investindo na poupança. O rendimento é suficiente para comprar um apartamento de luxo ou uma frota com 40 carros populares.
A apostadora Nayara Dias, que já ganhou em uma quadra, apostou com confiança na Mega da Virada. Pensando no prêmio, a assistente administrativa torce para ganhar sozinha. “Largar o emprego, viajar e dar um futuro bom para os filhos” são os sonhos dela ela.
Bolão reúne apostadores que sonham com milhões
Para ter mais chances de ganhar na Mega-Sena, um grupo de colegas de trabalho fez um bolão de dez pessoas, entre vigilantes, recepcionistas, seguranças, auxiliares da limpeza e servidores do Fórum Júlio Leal Fagundes, em Brasília, para o concurso de amanhã da Mega-Sena. Eles fizeram 54 apostas. Um dos participantes do bolão, Carlos Alberto de Andrade contou que, se ganhar, irá ajudar parentes.
Em uma lotérica da 306 Norte, em Brasília, a funcionária Rayda Melissa disse que o faturamento das lotéricas durante o fim do ano aumenta muito. “É o triplo do movimento da lotérica e a gente vende muitos bolões”, afirmou. Rayda também participou do bolão dos funcionários da lotérica e do bolão da família. “Assim, eu acredito que possa ganhar”, disse ela.
As apostas na Mega da Virada podem ser feitas até as 14h (horário de Brasília) deste domingo (31) , em qualquer lotérica do Brasil. A aposta simples custa R$ 3,50 e pode ser feita tanto nos volantes específicos da Mega da Virada quanto nos volantes comuns da Mega-Sena.

Prefeito Sissi Viana recebe em São Luís uma patrulha mecanizada para o município de Godofredo Viana




O prefeito Sissi Viana participou na tarde desta quinta-feira (28), em São Luís, da solenidade de entrega de patrulhas mecanizadas pelo governo do estado.

Acompanhado pelos Deputados Junior Marreca “PEN” e Deputado Estadual Raimundo Cutrim “PCdoB” e do Secretário Municipal de Agricultura Abastecimento e Pesca, Raimundo Cardoso Batista, o Prefeito Sissi Viana recebeu do Governado do Estado “Flávio Dino” por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) uma Patrulha Agrícola para o município de Godofredo Viana.


Com a aquisição desta patrulha, a Secretaria Municipal de Agricultura irá apoiar ainda mais o homem do campo gerando renda através do aumento da produtividade e diversificação de culturas nas propriedades rurais o que exige e exigirá uma grande demanda do uso da patrulha mecanizada e se depender de nós, o reflexo desses benefícios já serão vistos ainda em 2018. Agradeço aos deputados Raimundo Cutrim e Junior Marreca por está junto conosco em busca de melhorias para Godofredo Viana e pelo olhar especial por nossa cidade. Destacou Sissi.



Cidades beneficiadas

As cidades beneficiadas com a entrega dos equipamentos foram Godofredo Viana, São Pedro da Água Branca, Guimarães, Governador Edson Lobão (Ribeirãozinho), São João do Carú, Senador La Roque, Cândido Mendes, Cidelândia, Riachão e Timbiras, que receberam uma patrulha cada; e Cantanhede, que foi contemplada com duas máquinas.

Bandeira tarifária será verde em janeiro, sem custo extra para consumidor

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (29) que a bandeira tarifária será verde no mês de janeiro, o que significa que não haverá cobrança extra nas contas de luz.
“O acionamento dessa cor indica condições favoráveis de geração hidrelétrica no Sistema Interligado Nacional. Mesmo com a bandeira verde é importante manter as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício de energia elétrica”, informou a Aneel em nota.
Nos últimos meses de 2017, devido ao baixo nível dos reservatórios das principais hidrelétricas do país e à falta de chuvas, a bandeira tarifária aplicou taxa adicional nas contas de luz. Isso ocorre para arrecadar recursos necessários para cubrir custos extras com a produção de energia mais cara, gerada por termelétricas.
Em dezembro, vigorou a bandeira tarifária vermelha em patamar 1, o que representa cobrança extra nas contas de luz de R$ 3 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. Em novembro, a bandeira ficou na cor vermelha patamar 2, a mais alta da escala criada pela agência para sinalizar o custo real da energia gerada. Na ocasião, a cobrança adicional para cada 100 kWh consumidos foi de R$ 5.
A mudança da bandeira para verde agora significa, portanto, que as chuvas das últimas semanas ajudaram na recuperação dos reservatórios das hidrelétricas e que há expectativa de que essa melhora continue nos próximos meses.
G1

Morre no Rio o jornalista e escritor maranhense José Louzeiro, aos 85 anos

Autor de mais de 50 livros foi pioneiro do romance-reportagem no Brasil




POR BOLÍVAR TORRES
O Globo

RIO — Conforme antecipado pela coluna do Ancelmo Gois, o escritor e jornalista maranhense José Louzeiro, de 85 anos, faleceu na madrugada de ontem para hoje, no Rio de Janeiro. As causas da morte não foram especificadas, mas ele sofria com problemas de saúde há cinco anos, em função da diabete, informa o filho José Moreau.


Autor de mais de 50 livros, além de telenovelas e roteiros para o cinema, José Louzeiro iniciou no jornalismo cedo, aos 16 anos, na redação do jornal “O imparcial”. Nascido na periferia de São Luís do Maranhão em 1932, trabalhou em diversos veículos de comunicação, como nos já extintos “Manchete”, “Última Hora” e “Correio da Manhã”.


Radicado no Rio desde 1954, aprendeu a contar histórias trabalhando como jornalista policial — atividade que exerceu durante 20 anos. A experiência, aliás, foi importante para que ele se tornasse um dos pioneiros no país do romance-reportagem (gênero consagrado pelo americano Truman Capote com a obra “A sangue frio”) e uma fonte preciosa para diretores de cinema. Um exemplo é seu o livro “Lucio Flavio, o passageiro da agonia”, de 1976, sobre o famoso ladrão, mais tarde foi adaptado para o cinema com sucesso.


Outro romance-reportagem marcante foi “Aracelli, meu amor”, sobre o assassinato da menina Aracelli Crespo, aos 8 anos de idade, em Vitória, no ano de 1973. Ao esmiuçar o crime, Louzeiro chegou à conclusão que os culpados eram membros da alta sociedade da cidade. Por causa disso, o livro acabou proibido pela censura.

Não foi a única obra censurada do autor. Baseada na vida do ex-presidente Fernando Collor de Melo, sua telenovela “O marajá”, de 1993, foi proibida de ir ao ar. Louzeiro escreveu ainda as novelas “Corpo Santo” (1987) e “Guerra sem fim” (1993). É autor também dos infantojuvenis “A Gang do Beijo”, “Praça das Dores”, “A hora do morcego” e “Gugu Mania”.

—Talvez tenha sido ele que começou a moda do Novo Jornalismo por aqui, já que ele tinha uma verve de jornalismo e se interessava por fazer ficção — destaca o cineasta José Joffily, amigo do autor. — Acho que era por isso que ele exercia essa atração tão grande sobre os cineastas, que adaptavam seus livros. Encontrei ele há algumas semanas e não passava recibo da situação em que estava, nem se lamentava nesse destino.

Alguns dos principais filmes brasileiros dos anos 1980 foram inspirados em livros de Loureiro, como “Pixote, a lei do mais fraco” (1980) (baseado na obra “Infância dos mortos”), de Hector Babenco, e “O homem da capa preta” (1986), de Sergio Rezende.

— Louzeiro tinha um faro jornalístico sem igual! — diz a produtora Mariza Leão, que trabalhou com o autor no filme “O homem da capa preta”. — E uma paixão por tudo que fazia.

Dirigido por Maria Thereza Soares e com pesquisa de Bruna Castelo Branco, “José Louzeiro: Depois da Luta”, um curta-metragem documentário sobre a trajetória do jornalista e escritor, deve estrear nos cinemas em fevereiro de 2018.

— José Louzeiro tinha uma vontade infinita para escrever e contar histórias, muitas delas enfatizadas no cinema — diz Maria Thereza Soares. — Saiu da periferia de São Luís, munido de coragem e perseverança para encarar uma carreira sem nenhuma segurança, apenas o talento nato. Uma perda para a humanidade, mas um legado que convida à reflexão sobre o lado mais humanista, de uma visão muito empática sobre as pessoas à margem da sociedade".

58 detentos que deixaram presídio não retornaram da saída temporária de Natal


Complexo Penitenciário em Pedrinhas
Uma Portaria, assinada pelo juiz titular da 1ª Vara de Execuções Penais de São Luís, Márcio Castro Brandão, beneficiou no último dia 21, 716 presos do regime semi-aberto com saída temporária de Natal. Deste total, 58 detentos não retornaram às unidades prisionais. O prazo de retorno encerrou no dia último dia 27 às 18h.
O recuperando que descumprir o prazo de retorno terá pena de regressão de regime, segundo a portaria que autoriza o benefício, assinada pelo juiz da 1ª Vara de Execuções Penais (VEP). Foram 716 presos do regime semi-aberto autorizados a deixar as cadeiras durante o período natalino, sendo 692 de responsabilidade da Secretaria de Estado Administração Temporária (Seap) e os outros 24 presos são aqueles que cumprem pena em instituições como Apac’s (Associações de Proteção e Assistência aos Condenados) e em corporações das Policias Militar e Civil e, também do Bombeiro Militar.
Segundo a Lei de Execução Penal (LEP), a autorização para saída temporária é concedida por ato motivado do juiz, ouvidos o Ministério Público e a administração penitenciária. Para ter direito ao benefício, o preso do regime semi-aberto precisa ter cumprido, no mínimo, 1/6 (primários) ou 1/4 da pena (reincidentes); apresentar comportamento adequado na unidade prisional; além da compatibilidade entre o benefício e os objetivos da pena.

Reajuste do salário mínimo em 2018 é o menor em 24 anos

Michel Temer anunciou nesta sexta (29) que salário mínimo no ano que vem será de R$ 954, alta de 1,81% em relação aos R$ 937 em vigor neste ano.

Fonte: Jornal Pequeno
Foto: Reprodução

O reajuste de 1,81% no valor do salário mínimo para o ano de 2018, de R$ 937 para R$ 954, é o menor desde o Plano Real, anunciado em 1994 e que controlou a hiperinflação na economia brasileira, aponta série histórica do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Isso significa que o reajuste que será aplicado no salário mínimo no ano que vem o menor em 24 anos.

Até então, o menor aumento havia ocorrido em 1999, quando o salário mínimo, que serve de referência para 45 milhões de pessoas no Brasil, havia avançado 5,79%.

Para o Dieese o reajuste do salário mínimo ficou abaixo da variação do INPC neste ano, algo que não acontecia desde 2003.

“O governo não podia dar um reajuste maior. Não tem nenhuma decisão que o governo possa tomar diferente dessa [do valor de R$ 954 proposto para 2018]. Não é uma alternativa. No fundo, é uma notícia boa, que a inflação foi baixa”, declarou o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira.

De acordo com o ministro, a lei é “muito precisa” ao fixar a variação do INPC do ano anterior e do PIB de dois anos antes (que, em 2016, foi negativo) para a correção do salário mínimo.

“Ela fala que é a variação INPC, por um motivo correto, ele tem uma cesta de consumo para quem ganha até 5 salários mínimos, e o IPCA é de até 40 salários mínimos. O INPC tem um peso de alimentação maior do que o IPCA. Como neste ano os alimentos foram um dos itens que puxaram a inflação para baixo, pesa mais no INPC do que no IPCA. A inflação é menor e o reajuste de salário mínimo vai conforme a inflação”, afirmou.

Essa regra para correção do salário mínimo vale somente até 2019. No ano que vem, portanto, o governo fixará o salário mínimo de 2019 pela última vez com base nessa regra.

Analistas esperam que o novo formato de correção do salário mínimo, de 2020 em diante, seja um dos pontos debatidos na campanha eleitoral para a Presidência da República no ano que vem.

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Confira os principais concursos de 2018. Previsão é de 162 mil vagas

Após arrocho, o próximo ano promete ser movimentado para quem sonha em ingressar no serviço público


Foto: Reprodução

O ano de 2018 promete ser de bonança para quem sonha com uma vaga no serviço público. Após um longo período no qual a crise financeira levou gestores dos Três Poderes a adiarem nomeações, a expectativa é que o quadro se reverta nos próximos meses.

Segundo levantamento feito pela Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac), serão abertas 162 mil vagas em todo o país, nas esferas federal, estadual e municipal.

Marco Antônio acredita que o cenário em 2018 será positivo. “Outros dois elementos importantes que reforçam a previsão de abertura de novas seleções são o déficit de funcionários nos principais órgãos públicos, como a Polícia Rodoviária Federal, e o crescimento exponencial de aposentadorias até 2022”, acrescentou.

Já estão previstos cerca de 40 certames federais – entre ministérios, institutos, agências reguladoras e corporações –, que oferecerão vagas para carreiras de nível médio e superior em diferentes regiões.

Afinal, as eleições podem atrapalhar?
O especialista explica uma dúvida de muitos estudantes sobre impedimentos devidos às eleições. “Há um mito de que não se pode ter concurso em ano eleitoral. Na verdade, o que é proibido é a posse do servidor de 90 dias antes da votação até o fim do mandato”, diz o presidente da Anpac.

Na prática, não poderão tomar posse os aprovados em cargos do Executivo federal de julho a dezembro de 2018. “Mas, nesse período, pode-se realizar concursos”, acrescentou.

De acordo com o professor de direito previdenciário Carlos Melo, do cursinho Campus, este é um bom momento para quem tem como objetivo ingressar na carreira pública. “Aqueles candidatos que já estão estudando com certeza sairão na frente. Mas ainda é possível iniciar a preparação e entrar na disputa”, disse.

Segundo Melo, a palavra-chave para garantir uma vaga é dedicação. Especialmente porque a concorrência será acirrada, principalmente nas seleções mais aguardadas pelos candidatos.


“É importante intensificar os estudos. A aprovação depende do esforço de cada um. Aqueles que desejam sucesso precisam traçar estratégias e aproveitar todo o tempo disponível para se dedicar ao aprendizado. Com base na ordem de importância de disciplinas, o candidato deve dividir seu tempo entre a teoria e a resolução de questões”, afirmou o especialista.



Confira alguns dos concursos previstos para 2018

Agência Brasileira de Inteligência (Abin): 300 vagas – 220 para oficial de inteligência, 60 para oficial técnico de inteligência e 20 para agente de inteligência

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel): 148 vagas para níveis médio e superior

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT): 720 vagas, sendo 307 para técnico em regulação, 52 para técnico administrativo, 316 para especialista em regulação e 45 para analista administrativo

Banco Central: 990 vagas para níveis médio e superior, sendo 150 para técnico, 400 para analista e 40 para procurador

Biblioteca Nacional: 132 vagas para níveis médio e superior

Casa de Rui Barbosa: 28 vagas para pesquisador e tecnologista

Fundação Nacional de Artes (Funarte): 200 vagas para diversos cargos, sendo 135 para nível médio e 65 para superior

Fundação Nacional de Saúde (Funasa): 459 vagas para níveis médio e superior

Fundação Palmares: 65 vagas para nível superior

Hospital das Forças Armadas (HFA): 150 vagas para níveis médio e superior

Instituto Brasileiro de Museus (Ibram): 306 vagas, sendo 82 para assistente técnico, 116 para técnico em assuntos culturais, 98 para analista e 10 para técnico em assuntos educacionais

Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama): 1.630 vagas, sendo 610 para técnico administrativo, 270 para analista administrativo e 750 para analista ambiental

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio): 1.132 vagas, sendo 483 para técnico administrativo, 62 para técnico ambiental (nível médio); 546 para analista ambiental e 86 para analista administrativo (nível superior)

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan): 516 vagas, sendo 236 para auxiliar institucional, 104 para analista e 176 para técnico

Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro): 435 vagas para níveis médio, médio/técnico e superior

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS): 7.580 vagas de níveis médio e superior, para os cargos de técnico, analista e perito

Marinha: 300 vagas para níveis médio, médio/técnico e superior

Ministério da Cultura: 102 vagas, sendo 33 de nível médio e 69 de superior

Ministério da Fazenda: 1.312 vagas parar diversos cargos de níveis médio e superior
Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços: 299 vagas para níveis médio, médio/técnico e superior

Ministério do Meio Ambiente: 118 vagas para agente (nível médio) e 38 para analista (nível superior)

Ministério do Trabalho e Emprego (MTE): 2.595 vagas para vários cargos de níveis médio e superior

Polícia Rodoviária Federal (PRF): 2.778 vagas para nível superior

Receita Federal: 2.083 vagas, sendo 630 para auditor-fiscal e 1.453 para analista-tributário

Superior Tribunal Militar (STM): 42 vagas, sendo 32 para técnico judiciário e 10 para nível superior

Fonte: Nathália Cardim

Idosa morre atropelada por van na avenida dos Africanos

Gracilene Raimunda da Silva, de 66 anos, natural de Mirinzal, tentava atravessar a avenida quando foi atingida por uma moto que, por sua vez, foi alvo de uma van.

Fonte: Jornal Pequeno
Foto: Reprodução


Na manhã desta sexta-feira (29), uma idosa morreu atropelada na avenida dos Africanos, próximo à entrada do bairro Coroadinho.

A vítima, Gracilene Raimunda da Silva, de 66 anos, natural de Mirinzal, tentava atravessar a avenida quando foi atingida por uma moto que, por sua vez, foi alvo de uma van.

O motociclista informou que parou o veículo ao avistar a idosa que tentava fazer a travessia. Porém, uma van, que vinha atrás, colidiu na moto e arrastou também a idosa.

O piloto da moto, que é mototaxista, teve ferimentos leves. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) tentou reanimar a idosa, mas ela morreu dentro da ambulância.

Agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) e a Polícia Militar estão no local.

Temer descumpre acordo e municípios maranhenses perdem R$ 83 milhões

As 217 cidades do Maranhão seriam beneficiadas com R$ 83 milhões, segundo levantamento divulgado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) à época.


Foto: Reprodução


A Secretaria do Tesouro Nacional informou na última quinta-feira (28) que somente em 2018 o governo federal depositará nas contas das prefeituras R$ 2 bilhões em recursos oriundos do Auxílio Financeiro aos Municípios (AFM).

O pagamento estava agendado para este mês, conforme garantiu o próprio Michel Temer durante encontro com gestores públicos municipais de todo o país no mês passado, em Brasília.

As 217 cidades do Maranhão seriam beneficiadas com R$ 83 milhões, segundo levantamento divulgado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) à época.

A divisão dos recursos do AFM obedeceria aos mesmos critérios utilizados pela União para repartir o dinheiro proveniente do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Os recursos extras estavam sendo aguardados por prefeitos e prefeitas de várias regiões do estado e seriam utilizados para pagamento do funcionalismo público, por exemplo.

“Trata-se, mais uma vez, de uma ação do presidente da República contra a municipalidade maranhense e brasileira. Estes recursos extras, garantidos pelo senhor Michel Temer durante encontro com prefeitos e do qual eu participei, chegariam em uma boa hora e estavam sendo aguardados pelos gestores como uma espécie de salvação da pátria. Agora, com a informação de que o repasse não será feito este ano, as prefeituras do Maranhão voltam à situação de colapso financeiro”, afirmou o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Cleomar Tema.

Em julho, Michel Temer também não honrou compromisso firmado com a municipalidade brasileira.

Na oportunidade, ele não autorizou o depósito nas contas das prefeituras de R$ 168 milhões referentes à antecipação da compensação do FUNDEB.

Fonte: Jornal Pequeno

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Acusado de assassinar mulher em São Luís é preso em Godofredo Viana

O acusado foi preso em Godofredo Viana acusado de uma tentativa de homicídio na cidade.

Fonte: Jornal Pequeno
Foto: Reprodução


A Polícia Civil prendeu, na madrugada da última terça-feira (26), em Godofredo Viana, Werbet Pereira Ferreira, acusado de assassinar, com requintes de crueldade, em julho deste ano, Cezarina Ferreira Lindoso. A vítima foi morta em sua residência, na Chácara Itapiracó, em São Luís.

Além de assassinar Cezarina, Werbet roubou os pertences da vítima. De acordo com a Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção a Pessoa (SHPP), Werbet fazia, ocasionalmente, trabalhos no sítio da vítima e tinha laços de parentesco com a mesma.

O acusado foi preso em Godofredo Viana acusado de uma tentativa de homicídio na cidade. Uma equipe da SHPP deslocou-se para Zé Doca, onde recebeu apoio para formalização do cumprimento do mandado de prisão temporária pelo crime de homicídio. O preso foi transferido para o Centro de Triagem de Pedrinhas, em São Luís.

TCU determina: recursos do Fundef devem ser aplicados somente na educação


Presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Raimundo Carreiro
O presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Raimundo Carreiro, concedeu Medida Cautelar no processo da representação conjunta formulada pelo Ministério Público de Contas (MPC), Ministério Público Estadual (MPE) e Ministério Público Federal (MPF) no Caso Fundef (TC 005.506.2017-4), que envolve a contratação de escritórios de advocacia para recuperação de recursos do Fundef, atual Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério).
O processo do Caso Fundef se encontra na fase de julgamento de recursos e a decisão tomada pelo presidente do TCU determina que os municípios não realizem pagamentos de honorários advocatícios com recursos oriundos de precatórios decorrentes de diferenças do Fundef.
Na mesma decisão, o ministro Raimundo Carreiro estabelece que os municípios não celebrem contratos dessa natureza para a recuperação de créditos do Fundef e assegura que os recursos de complementação da União de verbas do Fundef, obtidos por via judicial ou administrativa, devem ser utilizados exclusivamente para a manutenção e desenvolvimento do ensino fundamental. Ou seja, aplicados unicamente na educação, como determina a Constituição Federal.
A decisão do presidente do TCU foi celebrada como mais uma vitória da Rede de Controle da Gestão Pública no Maranhão, que envolve órgãos como o Tribunal de Contas da União (TCU), Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), Controladoria-Geral da União (CGU), Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público de Contas (MPC), Ministério Público Estadual, entre outras instituições.
Desde o início do ano, a Rede de Controle da Gestão Pública desenvolve a campanha “O dinheiro do Fundef é da educação”, que envolve a adoção de diversas medidas no Caso Fundef para assegurar que os recursos envolvidos sejam aplicados apenas no desenvolvimento da educação. Para a procuradora do Ministério Público de Contas Flávia Gonzalez Leite, a atuação da Rede de Controle tem sido estratégica na defesa do interesse público e demonstra a eficiência da atuação integrada das instituições. “As ações da Rede de Controle no Caso Fundef demonstram que a atuação coesa e célere das instituições é o caminho certo para a defesa dos legítimos interesses da sociedade e a promoção da cidadania”, afirmou Flávia Gonzalez
A Medida Cautelar concedida pelo presidente do TCU, ministro Raimundo Carreiro, será agora submetida à apreciação do Plenário da Corte de Contas federal.

Vans são entregues para conservação de vacinas; já são 141 ambulâncias doadas

Foto Reprodução

Em mais uma iniciativa de fortalecimento às ações de saúde realizadas nos municípios maranhenses, o governador Flávio Dino entregou 26 veículos nesta quarta-feira (27) aos prefeitos de cidades do interior do Estado. Foram oito ambulâncias neste novo lote, chegando a 141 veículos desse tipo. Além disso, ele entregou também 18 vans que passarão a atender as Regionais de Saúde do Maranhão. A doação de vans é destinada a conservação e transporte adequado de vacinas, sendo algo inédito no Maranhão e beneficiará milhares de maranhenses, que antes eram prejudicados.
Estamos dando continuidade às entregas de ambulâncias. O programa tem dado capacidade aos municípios, naquilo que lhe compete, no que se refere aos níveis de atenção básica e de média complexidade, dando suporte à integração com a rede estadual, que é de alta complexidade e de nossa competência”, destaca o governador Flávio Dino.
Além das ambulâncias, o Governo do Maranhão inovou e levou mais uma conquista aos municípios. Desta vez, referente ao Programa de Apoio à Imunização, com a doação de veículos próprios para o transporte de vacinas, o que nunca tinha acontecido no Maranhão.
Os equipamentos garantirão a conservação e a qualidade dos produtos essenciais para o direcionamento preventivo da saúde pública. Com isso, garantimos que o município seja apoiado e garantimos que o Estado possa fazer sua parte com mais qualidade, garantindo a resolutividade na saúde”, ressalta Flávio Dino.
As 18 vans são equipadas com câmaras refrigeradas para transporte de vacinas da unidade regional até os municípios. A função é garantir segurança e a devida conservação destes produtos, que precisam ficar acondicionados em temperaturas específicas para terem suas propriedades intactas.
Os veículos atendem as unidades regionais de saúde do interior do estado e integram o Programa Estadual de Imunização. Foram investidos aproximadamente R$ 2,5 milhões para aquisição das ambulâncias e vans.
É um avanço para todas as regionais do Maranhão. As vacinas eram transportadas em um caminhão, de forma que poderia sofrer perdas. Agradecemos ao governador pela sensibilidade que ele tem com os municípios. É um governador municipalista, pois ele sabe das dificuldades que se passa. Com isso, ele está dando uma grande ajuda para o povo do Maranhão”, destaca o gestor da Regional de Saúde de Barra do Corda, Juramar Medeiros.
Mais ambulâncias
Foto Reprodução
As ambulâncias foram entregues para os municípios de Bernardo do Mearim, Luís Domingues, Cajari, Davinópolis, Fernando Falcão, Sambaíba, Timbiras e Turilândia. Os veículos fortalecem a rede estadual de saúde, garantindo a segurança do transporte de pacientes.
O prefeito de Timbiras, Antonio Borba, ressalta a importância da doação de equipamentos para garantir atendimento efetivo aos pacientes dos municípios maranhenses: “Essa ambulância semi-UTI chega para somar, pois as que temos já estão muito usadas, o que acaba tirando dinheiro do município, pois acaba gastando mais. Estamos muito gratos ao governo, pois com os veículos, podemos tirar os pacientes com complexidade para um tratamento melhor em uma cidade com suporte”.
Da cidade de Fernando Falcão, o prefeito Adailton Cavalcante ressalta os benefícios que a ação do Governo do Maranhão reflete na população. “É um acréscimo para gente. Vai contribuir com outras cidades do lado. Essa ambulância vai contribuir para transportar do município os casos de pacientes com emergências”, pontua.
Com investimento de R$ 160 mil para cada unidade entregue, a ambulância pode ser utilizada como Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e semi-UTI, e também pode ser transformada em Unidade de Suporte Avançado (USA). Os veículos possuem duas macas, duas pranchas, um umidificador, cadeira de rodas, cilindro e bala de transporte para oxigênio.

Raquel Dodge vai ao STF contra indulto de Natal de Temer

Segundo Raquel Dodge, a medida coloca em risco a Operação Lava Jato, “materializa o comportamento de que o crime compensa” e será “causa única e precípua de impunidade de crimes graves”.


Ela substitui Rodrigo Janot, que deixa o cargo após quatro anos na chefia do Ministério Público Federal (MPF). (Foto: Reprodução)


Na última quarta-feira (27), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge ajuizou uma ação direta de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF) para contestar o decreto de indulto de Natal e comutação de penas a condenados de todo o país assinado pelo presidente Michel Temer.

Segundo Raquel Dodge, a medida coloca em risco a Operação Lava Jato, “materializa o comportamento de que o crime compensa” e será “causa única e precípua de impunidade de crimes graves”.

Fonte: Jornal Pequeno

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Rádios têm até esta quinta-feira (28) para inscrição em edital de kits de comunicação


Kits de Comunicação para rádios. (Foto: Karlos Geromy)

Rádios comunitárias que operam no Maranhão têm até esta quinta-feira (28) para se inscreverem em edital do Governo do Estado, lançado por meio da Secretaria da Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap), que irá distribuir kits de comunicação. O certame conta duas etapas: uma classificatória e outra eliminatória.
Cada kit é composto por transmissor FM 25W, antena Plano Terra, cabo coaxial 50m, mesa de áudio 4 canais, microcomputador, antena parabólica com receptor e dois microfones. Os kits serão entregues já no primeiro semestre de 2018.
Os equipamentos serão distribuídos às rádios por meio de convênios a um total de 70 Organizações da Sociedade Civil (OSCs). Para promover a iniciativa, que é parte do Programa Mais Comunicação, o Governo investe R$ 798.396,67.
Ao distribuir os kits por meio de edital, o Governo leva melhorias para a estrutura e a programação das rádios comunitárias de forma transparente e amplia o acesso à informação em todo o estado.
A Associação Brasileira de Rádios Comunitárias (Abraço-MA) é parceira desta ação e integra a comissão de seleção do certame. As inscrições seriam encerradas no início de dezembro, mas foram prorrogadas a pedido da associação.
“Após diálogo com a Abraço, ampliamos em uma semana o prazo para inscrições das entidades que mantêm rádios comunitárias. Com isso, estas tiveram mais tempo para atender em plenitude aos critérios estabelecidos no edital de chamada pública lançado pelo Governo”, ressalta o secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira, Robson Paz.

Critérios

Podem celebrar convênio com o Estado as OSCs com sede no Maranhão. Rádios mais antigas, com maior número de apoiadores culturais, com mais horas diárias de operação e necessidade de novos equipamentos têm preferência na seleção.
Também possuem prioridade as rádios comunitárias localizadas nos 30 municípios atendidos pelo Plano Mais IDH, sendo dispensadas da fase classificatória, indo diretamente para a fase eliminatória do certame.

Flávio Dino vence eleição com 60% dos votos válidos, diz pesquisa Exata

O governador Flávio Dino (PCdoB) fecha o ano na liderança das pesquisas e com amplo favoritismo na corrida para o Palácio dos Leões em 2018.


Segundo pesquisa Exata, contratada pelo Jornal Pequeno, o governador seria reeleito com 60% dos votos válidos. O levantamento foi realizado entre os dias 19 e 23 de dezembro.

Flávio Dino tem mais de 30 pontos percentuais à frente da segunda colocada Roseana Sarney (MDB) que aparece com 27% das intenções de votos.

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) é o terceiro com 6%, seguido por Roberto Rocha (PSDB) com 3%; Ricardo Murad (PRP) e Maura Jorge (Pode) têm 2% das intenções de votos cada.

De acordo com resultado da pesquisa Exata/Jornal Pequeno, a eleição para o governo do Maranhão seria decidida em primeiro turno. Dino tem 20 pontos de vantagem sobre a soma dos demais candidatos.

A Exata ouviu 1.400 pessoas, em todas as regiões do Estado. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos.



APROVAÇÃO

A Exata pesquisou também a avaliação do governo Flávio Dino. Segundo o levantamento, a gestão de Flávio Dino é aprovada por 63% da população, enquanto 33% desaprovam. Não sabem ou não responderam 4% dos entrevistados.

Por: O Informante

Em Cândido Mendes Natal é marcado por protesto de servidores públicos para cobrar o pagamento do 13°



A manhã desta segunda feira (25) em Cândido Mendes foi marcado por ato de trabalhadores municipais que foram as ruas do município para cobrar o 13° salário que ainda não foi pago pela a atual administração do município, segundo a presidente do Sindicato dos Servidores, Leucilande Pereira, a Santinha "é vergonhoso o que o atual prefeito está fazendo com os trabalhadores enquanto a mesa dele está farta, os servidores buscam receber o que é seu de direito e para isso foram as ruas em pleno feriado", Disse Santinha.

RESULTADO DO MANIFESTO


Após manifesto dos servidores a prefeitura efetuou nesta terça feira (26) o pagamento de 50% do 13°. Em contato com a Presidente do Sintaspm,Santinha relatou que a classe aguardará até o dia 28 do corrente mês para o pagamento do restante do décimo,ou seja os 50% restante,caso a prefeitura não efetue haverá nova manifestação.

Estamos de olho. 

Compartilhe

Postagem em destaque

Agente penitenciário é preso e confessa ter matado professora na UFMA

Rosiane Costa foi encontrada morta no Campus do Bacanga, ao lado da TV Universitária, no dia 13 de maio. Marcio Jorge Lago Marques foi...