domingo, 3 de março de 2019

Alunos da rede estadual conquistam mais de 80% das vagas do Vestibular EaD da Uema

Mais de 80% de aprovados nos cursos a distância da UEMA são da rede pública

Divulgada nesta semana pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), a lista de aprovados do Vestibular EaD da UEMA revelou mais uma conquista da rede estadual de ensino. Das 3.325 vagas oferecidas para os cursos de graduação a distância, 83,88% foram preenchidas por alunos da rede pública de ensino.

“Mais uma ótima notícia para a educação pública do Maranhão. Tivemos 3.102 candidatos classificados, sendo 83,88% oriundos da escola pública”, diz o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

No vestibular tradicional da universidade, o resultado de aprovações de alunos oriundos da rede pública também foi expressivo. Dos aprovados, 76,28% estudaram em escolas públicas.

“Inclusão com qualidade! Parabéns aos aprovados”, comemora o reitor da UEMA, Gustavo Costa.

Vitória

Para o secretário Felipe Camarão, o grande número de aprovados é mais um reflexo dos investimentos em médio prazo realizados na educação do estado.

“Esse excelente resultado representa mais uma vitória para a rede pública maranhense. Com o vestibular tradicional já havíamos conquistado um número fabuloso de estudantes oriundos da rede pública aprovados em diversas instituições de ensino superior em todo o país, agora obtemos mais essa conquista”, afirma Camarão.

“Isso é muito gratificante e mostra que estamos no caminho certo, investindo em nossas escolas e em nossos estudantes”, completa o secretário.

Concorrência

Mais de 17 mil candidatos concorreram a 3.325 vagas ofertadas. Foram preenchidas um total de 93,29%. O curso mais concorrido do vestibular foi o de Administração Bacharelado, polo São Luís, com 59 candidatos por vaga.

“Com os 3.201 classificados para os cursos a distância e aqueles aprovados no vestibular tradicional PAES (presenciais), a UEMA receberá em 2019 aproximadamente 7.500 novos alunos de graduação”, afirma o reitor Gustavo Costa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Postagem em destaque

No Maranhão, prefeito recorre à Justiça para não ter salário reduzido

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) declarou inconstitucional a Lei Municipal nº 302/2016, de Santana do Maranhão, que dispõe sobre...