sexta-feira, 22 de março de 2019

Presos suspeitos de participação no assassinato de professor em Pinheiro

Dois homens foram detidos, e um adolescente apreendido. Duas mulheres também foram levadas ao 10º BPM e podem ter participado do crime. Corpo do professor Algenir foi encontrado em Presidente Sarney.



Dois homens foram presos e um adolescente foi apreendido na noite desta quinta-feira (21), no município de Pinheiro, a 333 km de São Luís, por suspeita de participação no assassinato do professor Algenir dos Santos Ferreira, que teve o seu corpo encontrado na última terça-feira (19), em Presidente Sarney.

As prisões foram confirmadas pelo delegado Oseias Ferreira Cavalcanti, titular da Delegacia Regional de Pinheiro.

De acordo com informações preliminares, os dois suspeitos de participação no assassinato foram identificados como Ítalo e Wellington, conhecido como "Ganzelão". 

As facadas que ceifaram a vida do professor teriam sido desferidas por Ítalo. Já Wellington teria apoiado na logística do crime e dirigido o carro da vítima. Os outros envolvidos seguraram a vítima para que fosse esfaqueada.

Os homens, junto com o adolescente apreendido, eram conhecidos de Algenir dos Santos Ferreira e frequentavam a casa dele.

Na casa do adolescente, os policiais encontraram pertences do professor, como notebook e roupas. A mãe do menor teria revelado à polícia que sempre costumava levá-lo à casa do professor para conversar.

Duas mulheres também foram conduzidas ao 10º BPM suspeitas de participar da ação criminosa.

A polícia está à procura de outro suposto envolvido, identificado apenas como Fernando.

Assim que souberam da notícia da prisão dos suspeitos de assassinarem o professor Algenir, populares se aglomeraram na Delegacia de Pinheiro, que teve a segurança reforçada.

O crime

O corpo de Algenir dos Santos Ferreira foi encontrado, com várias perfurações de faca, na manhã de terça-feira (19), em um povoado do município de Presidente Sarney. De acordo com informações policiais, o corpo foi achado por um morador, que acionou a polícia.

Algenir Santos era professor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e ex-secretário de Cultura e Turismo de Pinheiro.

De acordo com o delegado Oseias Ferreira Cavalcanti, investigações preliminares apontam que Algenir Ferreira foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte). O professor foi assassinado em sua casa, em Pinheiro, na noite de segunda-feira (18).

Após cometerem o latrocínio, os criminosos enrolaram o corpo do professor Algenir em um lençol e o desovaram no mato na cidade de Presidente Sarney. 

O carro de Algenir, um Fiat Cronos de cor branca e placa PTD-6677, foi subtraído na ação criminosa.

Via blog do Gilberto Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Postagem em destaque

Pis/Pasep: pagamento aos nascidos em setembro começa hoje

Foto Reprodução A Caixa paga nesta quinta-feira (19) o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) para os trabalhadores nasc...