quinta-feira, 21 de março de 2019

MP oferece denúncia por homicídio de ex-secretário de Cândido Mendes

Edna Maria Cunha de Andrade e Ney Moreira Costa foram denunciados por homicídio qualificado de Rolmerson Robson e a pena de reclusão pode chegar de 12 a 30 anos.


Romerson Robson era secretário de Saúde de Cândido Mendes e foi assassinado em 2014 — Foto: Reprodução/TV Mirante

O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) ofereceu uma denúncia junto à Justiça contra Edna Maria Cunha de Andrade e Ney Moreira Costa pelo homicídio de Rolmerson Robson, ex-secretário de Saúde do município de Cândido Mendes, a 197 km de São Luís, que ocorreu no dia 21 de fevereiro de 2014, na estrada que liga o povoado Águas Belas, em Cândido Mendes, ao município de Governador Nunes Freire. Na ocasião, Edna de Andrade era esposa da vítima.

Segundo o órgão ministerial, as investigações realizadas em conjunto pelo Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e Polícia Civil apontaram que a versão apresentada por Edna de Andrade e Ney Costa, de que Rolmerson Robson teria sido vítima de uma emboscada, era falsa. Os disparos foram feitos a curta distância e pelas costas. No momento do crime, Ney Costa estava no banco de trás do carro dirigido por Rolmerson Robson, que tinha a esposa a seu lado.

De acordo com a denúncia, há uma única perfuração visível no lado de fora do veículo, o que para os promotores de justiça Francisco Jansen Lopes Sales, Marco Antônio Alves de Oliveira e Hagamenon de Jesus Azevedo, que assinam o documento, configura “uma desesperada tentativa de forjar a cena do crime”.

Denúncia

Edna Maria Cunha de Andrade e Ney Moreira Costa foram denunciados por homicídio qualificado em concurso de pessoas. A pena prevista pelo Código Penal é de reclusão de 12 a 30 anos. Além disso, o Ministério Público solicitou a prisão preventiva dos denunciados, visto que haveria um plano para que Ney Costa fugisse da prisão e diante do fato da grande influência política e econômica de Edna de Andrade, que poderia causar temor a testemunhas. Há informações, inclusive, que a advogada seria pré-candidata à prefeitura de Cândido Mendes.

Crime

Romerson Robson foi assassinado a tiros dentro do carro no povoado Águas Belas, na zona rural da cidade de Cândido Mendes. Ele era marido de Edna Maria Cunha, então procuradora do município, que foi encontrada dentro do veículo no dia do crime, junto com um funcionário da Prefeitura.


Por G1 MA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Postagem em destaque

Ex-prefeito de Buriticupu é condenado por ato de improbidade

Foto: Reprodução O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão conseguiu na Justiça a condenação do ex-prefeito do município de Burit...