terça-feira, 12 de setembro de 2023

Ex-jogador do Sampaio e mais dois são banidos do futebol

 

A Fifa estendeu as punições aplicadas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) contra 11 jogadores envolvidos em casos de manipulação de resultados.

Os nomes foram revelados pela Operação Penalidade Máxima, do Ministério Público de Goiás.

Ygor Catatau, ex-jogador do Sampaio Corrêa, Gabriel Tota e Matheus Phillipe foram os três atletas brasileiros banidos do esporte.

Além deles, outros jogadores também foram punidos. É o caso de Jonathan Doin e Onitsali Moraes, afastados por 720 dias, Paulo Sérgio Marques Corrêa, André Luiz Guimarães Siqueira Junior e Mateus da Silva Duarte, fora dos gramados por 600 dias; Fernando José da Cunha Neto, Eduardo Baurermann e Kevin Lomónaco, suspensos por 360 dias.

A Fifa ainda disse que “como resultado da colaboração exemplar com a Confederação Brasileira de Futebol e em conformidade com o artigo 70 do Código Disciplinar da Fifa, o presidente da Comissão Disciplinar da Fifa decidiu ampliar a âmbito mundial as ditas sanções”.

Os jogadores banidos ainda podem recorrer da decisão da Fifa. O caso, no entanto, é considerado complexo e a chance de mudar a decisão da instituição é remota.

Quando as punições foram aplicadas pelo STJD, elas também foram estendidas para o âmbito nacional. Porém, por ser uma decisão que partiu de um tribunal brasileiro, caberia as outras confederações aderirem tal decisão. As confederações da Ucrânia e da Turquia, por exemplo, não acataram.

Eduardo Bauermann, também envolvido no esquema, atualmente joga no futebol turco e Dadá Belmonte, está por empréstimo em clube na Ucrânia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Operação de combate ao tráfico de drogas termina com prisão, apreensão e resgate de reféns no MA

Operação aconteceu na cidade de Santa Quitéria do Maranhão. Detidos foram levados para Delegacia de Polícia de Santa Quitéria, onde vão perm...