terça-feira, 13 de novembro de 2018

Ainda é mistério o assassinato do prefeito de Davinópolis que será sepultado na manhã desta terça-feira em Imperatriz.


DAVINÓPOLIS/MA – Ainda é mistério o assassinato do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, que foi assassinado com sete tiros no domingo (11) na zona rural da cidade, que será sepultado por volta de 8h da manhã desta terça-feira (13) no Cemitério Campo da Saudade, na cidade de Imperatriz.

Durante toda a segunda-feira (12), o corpo foi velado na casa da família do prefeito e na Igreja de Santo Antônio de Pádua, em Davinópolis. No fim da tarde, o caixão com o corpo de Ivanildo Paiva seguiu em cortejo, em um carro do Corpo de Bombeiros, para Imperatriz.

Integrantes da Diretoria e Sócios da Associação de Prefeitos das Regiões Tocantina e Sul do Maranhão (AMRTS) participaram do velório em Davinópolis e seguiram o cortejo até Imperatriz. Ivanildo Paiva era associado e membro suplente do conselho fiscal da associação.

Mistério

A polícia ainda não tem pistas dos matadores do prefeito Ivanildo Paiva, que foi executado com sete tiros em área do assentamento Juçaral, dentro de uma plantação de eucaliptos, a cerca de 2 km de sua fazenda.

Segundo informações passadas pelo Cel. Brito Júnior, logo de início foi descartada a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte), pois os matadores nada levaram da fazenda do prefeito. Na casa, onde o prefeito estava dormindo sozinho, foram encontrados objetos revirados e marcas de sangue, indicando que ele chegou a travar luta corporal e a resistir.

O prefeito foi dominado, amarrado e levado para ser executado, com sete tiros, no local em que o corpo foi encontrado.

Os dois suspeitos estiveram na entrada da fazenda no sábado à tarde procurando por terra para comprar. “O pessoal estranhou porque aqui não se vende terra facilmente. E os dois falaram que estavam indo para Amarante. Antes perguntaram quem era o dona da Hilux. Os caseiros disseram que era do prefeito e eles queriam saber onde ele se encontrava. Foi dito que ele estava para o mato, caçando, e que só retornaria à noite”, disse o coronel.

O militar acrescentou que o prefeito chegou por volta de 20h30 e logo se recolheu, pois havia combinado com voltar cedo para a mata.

“De manhã cedo, no domingo, ao ir à residência, um dos caseiros não encontrou o prefeito e viu que estava tudo revirado e com marcas de sangue, acharam estranho e informar às autoridades policiais, sendo que o corpo foi localizado em seguida”, acrescentou.

O corpo do prefeito foi encontrado por volta de 9h30 da manhã de domingo. A caminhonete foi abandonada pelos assassinos na BR-010. A polícia trabalha com a hipótese de crime de encomenda. O desafio é descobrir quem são os assassinos e daí chegar ao suposto mandante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Postagem em destaque

Bandidos roubam agência do Banco do Brasil em Buriticupu após sequestro de gerente e família

O gerente do Banco do Brasil de Buriticupu e sua família passaram por uma noite de terror, segundo Tenente Coronel Nelson, comandante do 3...