terça-feira, 5 de junho de 2018

Com Cheque Minha Casa, grávida prejudicada pela chuva refaz moradia e prepara quarto para o bebê

Com a ajuda, Adriana Marizete
prepara o quarto para o bebê. (Foto: Handson Chagas)
Centenas de famílias atingidas pelas fortes chuvas que caíram sobre o Maranhão em abril e maio deste ano já estão reconstruindo os lares com a ajuda do Cheque Minha Casa. São cerca de 750 casas nessas condições que receberam a ajuda do Governo do Maranhão, por determinação do governador Flávio Dino.

A lavradora Adriana Marizete de Souza Macedo é uma dessas pessoas. Ela mora em Trizidela do Vale e conta que perdeu muita coisa: “Não sei como iria fazer sem essa ajuda. Foi muito importante. O governador ajudou demais. Ajeitei a casa, que ficou muito bagunçada por causa da água”.

Ela comprou areia, cimento, telha, treliças, fogão, ventilador e liquidificador. O Cheque Minha Casa ajudou não apenas quem já morava na casa, mas também quem vai chegar em breve: “Estou grávida, meu filho vai nascer e eu estava precisando demais de um quarto. Aproveitei e arrumei o que estava faltando”, afirma.

Apoio inédito

Moradores de Trizidela do Vale, Pedreiras e Tuntum foram os primeiros a receber o benefício após as chuvas. Eles destacam que o conjunto de ações do Governo do Maranhão foi inédito em todas as enchentes verificadas até agora.

“Comprei a TV, esse rack e umas tintas também. Aqui sempre tem enchente. Essa é a primeira vez que estou recebendo essa grande coisa, estou muito feliz”, diz Maria Lucimar Cardozo, moradora de Pedreiras.

Ela lembra também que o Governo do Estado providenciou outros apoios aos afetados pelas chuvas, como alimentação e assistência médica. “Neste ano ele [o governador] fez muito para nós. A gente não estava esperando que ele fosse fazer isso. Estou muito feliz. A gente não tinha tido uma assistência como teve neste ano, foi boa demais.”

“Nunca tínhamos ganhado essa ajuda”, concorda Maria Eliude de Souza, outra prejudicada pelas chuvas. “Comprei armário e guarda-roupa. E sobrou dinheiro para o cimento. Foi ótimo.
Maria Lucimar conta que foi a primeira vez que recebeu esse tipo de apoio. (Foto: Handson Chagas)
Móveis e materiais

Maria Leni Cantanhede, de Pedreiras, diz que não tinha condições de comprar os itens perdidos na enchente. Com o Cheque Minha Casa, ela conseguiu comprar TV, guarda-roupa, cadeiras, lajota e tinta.

“Nunca tinha recebido. Ainda não tinha entrado um governo para fazer isso”, afirma. Ela também diz que recebeu alimentação, cesta básica e remédio logo após a casa ser atingida pela enchente.

A pescadora Jaqueline Oliveira, que teve a casa prejudicada pela chuva, conta o que comprou com a ajuda: geladeira, armário, tanquinho, liquidificador, TV, rack, cômoda e cimento. “Sozinha eu não tinha como recuperar porque era muita coisa. Com o cheque chegando, ajudou muito”.

Mais de 6 mil famílias

Além das famílias atingidas pelas chuvas, o Governo do Maranhão já entregou o Cheque Minha Casa para milhares de lares. Já é de 6.458 o número de famílias beneficiadas pelo programa.
Jaqueline conseguiu comprar diversos itens. (Foto: Handson Chagas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Polícia do Piauí encontra “super roça” com 50 mil pés de maconha no Maranhão

Policiais Civis da Delegacia Regional de Uruçuí, distante 474 Km de Teresina, localizaram, nesta terça-feira (28), uma “super” plantação de ...