terça-feira, 5 de junho de 2018

Com Cheque Minha Casa, grávida prejudicada pela chuva refaz moradia e prepara quarto para o bebê

Com a ajuda, Adriana Marizete
prepara o quarto para o bebê. (Foto: Handson Chagas)
Centenas de famílias atingidas pelas fortes chuvas que caíram sobre o Maranhão em abril e maio deste ano já estão reconstruindo os lares com a ajuda do Cheque Minha Casa. São cerca de 750 casas nessas condições que receberam a ajuda do Governo do Maranhão, por determinação do governador Flávio Dino.

A lavradora Adriana Marizete de Souza Macedo é uma dessas pessoas. Ela mora em Trizidela do Vale e conta que perdeu muita coisa: “Não sei como iria fazer sem essa ajuda. Foi muito importante. O governador ajudou demais. Ajeitei a casa, que ficou muito bagunçada por causa da água”.

Ela comprou areia, cimento, telha, treliças, fogão, ventilador e liquidificador. O Cheque Minha Casa ajudou não apenas quem já morava na casa, mas também quem vai chegar em breve: “Estou grávida, meu filho vai nascer e eu estava precisando demais de um quarto. Aproveitei e arrumei o que estava faltando”, afirma.

Apoio inédito

Moradores de Trizidela do Vale, Pedreiras e Tuntum foram os primeiros a receber o benefício após as chuvas. Eles destacam que o conjunto de ações do Governo do Maranhão foi inédito em todas as enchentes verificadas até agora.

“Comprei a TV, esse rack e umas tintas também. Aqui sempre tem enchente. Essa é a primeira vez que estou recebendo essa grande coisa, estou muito feliz”, diz Maria Lucimar Cardozo, moradora de Pedreiras.

Ela lembra também que o Governo do Estado providenciou outros apoios aos afetados pelas chuvas, como alimentação e assistência médica. “Neste ano ele [o governador] fez muito para nós. A gente não estava esperando que ele fosse fazer isso. Estou muito feliz. A gente não tinha tido uma assistência como teve neste ano, foi boa demais.”

“Nunca tínhamos ganhado essa ajuda”, concorda Maria Eliude de Souza, outra prejudicada pelas chuvas. “Comprei armário e guarda-roupa. E sobrou dinheiro para o cimento. Foi ótimo.
Maria Lucimar conta que foi a primeira vez que recebeu esse tipo de apoio. (Foto: Handson Chagas)
Móveis e materiais

Maria Leni Cantanhede, de Pedreiras, diz que não tinha condições de comprar os itens perdidos na enchente. Com o Cheque Minha Casa, ela conseguiu comprar TV, guarda-roupa, cadeiras, lajota e tinta.

“Nunca tinha recebido. Ainda não tinha entrado um governo para fazer isso”, afirma. Ela também diz que recebeu alimentação, cesta básica e remédio logo após a casa ser atingida pela enchente.

A pescadora Jaqueline Oliveira, que teve a casa prejudicada pela chuva, conta o que comprou com a ajuda: geladeira, armário, tanquinho, liquidificador, TV, rack, cômoda e cimento. “Sozinha eu não tinha como recuperar porque era muita coisa. Com o cheque chegando, ajudou muito”.

Mais de 6 mil famílias

Além das famílias atingidas pelas chuvas, o Governo do Maranhão já entregou o Cheque Minha Casa para milhares de lares. Já é de 6.458 o número de famílias beneficiadas pelo programa.
Jaqueline conseguiu comprar diversos itens. (Foto: Handson Chagas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Postagem em destaque

Reeleito, Sissi Viana continua investindo na infraestrutura do município de Godofredo Viana

Secretário de Obras, Claudemir Sertão esteve vistoriando o andamento das obras. Reeleito no último dia 15 de novembro, quando obteve uma vot...