quinta-feira, 11 de abril de 2024

Deputados Pastor Gil, Alan Garcês e Detinha votam para soltar assassino de Marielle Franco

Deputados Pastor Gildenemyr, Alan Garcês e Detinha votam para soltar assassino de Marielle Franco.

Na última quarta-feira (10), a Câmara dos Deputados aprovou, por 277 votos a 129, a manutenção da prisão do deputado federal Chiquinho Brazão (sem partido-RJ). O parlamentar, que está preso desde o último dia 24, é acusado de mandar matar a vereadora do Rio Marielle Franco (PSOL) e o motorista dela, Anderson Gomes, em março de 2018.

Nessa votação, três, dos 18 deputados federais pertencentes ao Maranhão votaram contra a manutenção da prisão de Brazão. Os deputados Detinha (PL), Allan Garcês (PP) e Pastor Gil (PL). Este posicionamento gerou controvérsia e questionamentos por parte da população, especialmente considerando a gravidade das acusações contra o acusado.

Por outro lado, os deputados Josimar de Maranhãozinho (PL) e Aluísio Mendes (Republicanos) chamaram a atenção por sua ausência na votação. Esta falta de posicionamento também despertou críticas e levantou questões sobre a responsabilidade dos representantes em questões cruciais para o país.

Os outros 13 deputados federais do MA votaram a favor do parecer do relator Darci de Matos (PSD-SC), que determinou a manutenção da prisão de Brazão.

Via Domingos Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Godofredo Viana: Prefeitura implanta funcionamento 24 horas de UBS

A gestão do prefeito Sissi Viana segue inovando e ampliando os serviços de saúde no município de Godofredo Viana. A Unidade Básica de Saúde ...