sexta-feira, 6 de abril de 2018

Para Flávio Dino, prisão de Lula é gesto de “vaidade pessoal” de Moro


Ele também comentou, sem citar o nome de Sérgio Moro, a fala do juiz sobre recursos à Justiça.

O governador Flávio Dino (PCdoB) publicou em rede social críticas à decisão de decretar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Prisão antes mesmo de esgotados recursos em 2ª instância e antes de finalizado o debate constitucional no Supremo só se explica por ansiedade ou parcialidade. Ou os 2 erros simultaneamente”, escreveu Dino, também ex-juiz federal.

Ele também comentou, sem citar o nome de Sérgio Moro, a fala do juiz sobre recursos à Justiça. “O juiz acha que um recurso é uma ‘patologia a ser varrida’. Então resolve ele mesmo ‘varrer’. Ocorre que ele não tem essa competência constitucional, pois ele não foi eleito membro do Congresso Nacional, nem é ministro do Supremo”, argumentou.

Dino fez ainda uma ponderação sobre o momento do país e o papel da Justiça. “Cabe ao Judiciário tentar pacificar a sociedade e não jogar lenha na fogueira de paixões políticas. É um desserviço à Nação e à união entre os brasileiros agir de modo precipitado, por antipatias ou vaidades pessoais.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Postagem em destaque

Jovem Aprendiz | Mineração Aurizona divulga relação de candidatos classificados

A MINERAÇÃO AURIZONA divulgou no inicio da tarde desta segunda feira (28) a relação dos 92 jovens classificados após processo seletivo para ...