quinta-feira, 19 de julho de 2018

Brasil tem 839 mortes por gripe em 2018; vacinação atinge 90% do público-alvo

Maioria dos óbitos (67,5%) foi provocado pelo subtipo H1N1 do influenza, o vírus causador da gripe. Número de mortes subiu 194,4% em relação a mesmo período de 2017.


Vacinação contra a gripe em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Estado está entre as menores taxas de vacinação (77,9%) (Foto: Reprodução / Inter TV)

O Brasil registrou em 2018 aumento de 194,4% no número de mortes por gripe em relação ao mesmo período de 2017: foram 839 mortes por influenza esse ano, contra 285 mortes no ano anterior. Ambos os períodos consideram dados contabilizados pela Secretaria de Vigilância do Ministério da Saúde até a segunda quinzena de julho.


O número de mortes vai na esteira do aumento do número de casos em 2018. No total, foram 4.680 infecções em todo o país até 16 de julho, contra 1.782 em 2017.

Além dos números, uma diferença entre os dois anos pode ser observada nos tipos e subtipos de vírus que estão sendo a causa das infecções: em 2018, a maioria dos casos (60%) foram provocados pelo subtipo H1N1 do vírus influenza; já em 2017, a maior parte dos casos (73,7%) foi provocada pelo influenza A (H3N2).

O vírus influenza é dividido em tipos, subtipos e linhagens. Todas essas variações correspondem a diferenças encontradas no material genético do vírus.

Em 2018, o H1N1 também é responsável pela maior parte das mortes (67,5%): com 567 óbitos. Segundo o Ministério da Saúde, o H1N1 é o vírus que atualmente mais circula no território brasileiro e, por isso, o maior número de infeccões e óbitos.

A pasta também registrou 335 casos e 46 mortes por influenza B em 2018. Já o influenza A não subtipado, foi responsável por 541 casos e 86 óbitos. Entre os estados, diz o ministério, o maior número de casos em 2018 ocorreu em São Paulo (1.702), Ceará (376), Paraná (432) e Goiás (378).

Meta de vacinação

Com campanha da gripe realizada desde maio, o Minsitério da Saúde informa que conseguiu atingir 90% do público-alvo. No total, o Brasil vacinou 51,4 milhões de brasileiros.

No entanto, o grupo de gestantes e de crianças (entre seis meses e cinco anos) continuam com cobertura vacinal abaixo do esperado, com 77,8% e 76,5% de vacinados, respectivamente.



Por G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PF prende homem por divulgar imagens de exploração sexual infantil na internet

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (10) a Operação Contrição, em repressão ao crime de divulgação de imagens de exploração sexual de cr...