quinta-feira, 16 de maio de 2024

PF cumpre mandados contra empresas suspeitas de aplicarem golpes de mais de R$ 2 milhões em agências bancárias

A operação aconteceu nas cidades de Imperatriz e em São Luís. O grupo criminoso era chefiado pela mesma família e aplicava golpes usando boletos falsos.


As investigações apontam que todas as companhias são chefiadas pela mesma família que teriam faturado com o crime cerca de R$ 2.354.000 milhões. — Foto: Divulgação/Polícia Federal

Em uma operação realizada nesta quarta-feira (15), a Polícia Federal (PF) cumpriu 15 mandados de busca e apreensão no Maranhão, contra empresas suspeitas de praticarem crimes cibernéticos de fraude bancária em agências online de instituições financeiras.

As operações aconteceram em Imperatriz, onde 14 mandados foram cumpridos e, em São Luís, onde um mandado foi cumprido. De acordo com as investigações, os crimes cibernéticos foram executados por empresas do ramo alimentício e fornecedoras de equipamentos para o setor.

As investigações apontam que todas as companhias são chefiadas pela mesma família que teriam faturado com o crime cerca de R$ 2.354.000 milhões. Eles teriam aplicado golpes no sistema de pagamento bancário, usando boletos falsos para encobrir os valores furtados de contas bancárias, utilizando as próprias empresas.

De acordo com Polícia Federal, o grupo teria usado tecnologia cibernética avançada para a execução das fraudes, tais como RAT (programa que acessa remotamente aparelhos eletrônicos, como celulares, computadores e softwares) e IP Spoofing (criação de pacotes de IP com endereço IP de origem falsa).

Caso as suspeitas dos crimes cometidos pelas empresas sejam confirmadas, os envolvidos terão de responder por furto mediante fraude, podendo a pena chegar a 8 anos de prisão; e por lavagem de dinheiro, podendo chegar a 10 anos de cadeia.

Ressarcimento às vítimas

A PF disse que as medidas judiciais têm como objetivo a decretação de sequestro de bens e valores do grupo investigado, principalmente para que as vítimas do crime sejam ressarcidas e coletadas as evidências criminais.

Por G1 MA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Foragido da justiça do Paraná é preso no interior do Maranhão

O homem é acusado pelo Poder Judiciário de participação em um homicídio. Reprodução Na última sexta-feira (24), um homem que estava foragido...