sábado, 25 de maio de 2024

Ministério da Saúde abre 112 vagas no Maranhão pelo Programa Mais Médicos

Em nível nacional, o edital oferece 2.231 vagas distribuídas em 1.277 municípios.


O Ministério da Saúde publicou o edital do Programa Mais Médicos para o Brasil, com o objetivo de preencher vagas abertas em diversas regiões do país, especialmente devido à aprovação de médicos em residências médicas.

No Maranhão, foram disponibilizadas 112 vagas em 74 municípios.

Em nível nacional, o edital oferece 2.231 vagas distribuídas em 1.277 municípios.

Nesta etapa, os gestores das prefeituras e do Distrito Federal devem indicar, entre 16 e 22 de maio, quantas vagas pretendem preencher em cada localidade do total autorizado pelo edital.

Após a validação das vagas pelos municípios, o Ministério da Saúde convocará os profissionais.

Além da reposição de vagas, o edital prevê 66 novas vagas destinadas a populações quilombolas, residentes em assentamentos rurais, reservas extrativistas e comunidades ribeirinhas, visando garantir o acesso à saúde em regiões de difícil provimento e fixação de profissionais.VEJA O EDITAL

Mais de 25% das vagas são destinadas a regiões de alta e muito alta vulnerabilidade.

Para atender as áreas mais necessitadas, o Programa Mais Médicos utiliza critérios de distribuição baseados na situação de vulnerabilidade social, maior dependência do Sistema Único de Saúde (SUS) e dificuldade de provimento de profissionais.

Neste edital, 11,7% das vagas são para regiões de muito alta vulnerabilidade e 13,8% para áreas de alta vulnerabilidade social, totalizando 572 vagas para municípios em extrema pobreza.

O Programa Mais Médicos para o Brasil (PMMB) foi ampliado com a modalidade de coparticipação de estados e municípios.

Nessa forma de contratação, o valor da bolsa-formação (R$12.386,50) do médico é descontado do Piso de Atenção Primária do município, agilizando a reposição de profissionais.

O custeio dos auxílios moradia e alimentação continua sob responsabilidade do município.

Este edital inclui 158 vagas em 107 municípios de muito alta vulnerabilidade que antes operavam na modalidade de coparticipação, com bolsas custeadas 100% pelo governo federal, garantindo maior permanência desses profissionais nas localidades mais necessitadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cândido Mendes| MPF solicita auditoria no município por suposta irregularidades no Censo Escolar

A pedido do Ministério Publico Federal e da CGU, o Tribunal de Contas do Maranhão estará em Cândido Mendes realizando uma fiscalização em re...