segunda-feira, 14 de maio de 2018

“O Governo do Estado está investindo no setor de tecnologia”, afirma aprovado para 2ª etapa do Inova Maranhão

Para o governador Flávio Dino, startups trazem saídas tecnológicas que incrementam a economia. (Foto: Divulgação)
As catorze startups selecionadas para a segunda fase do ciclo de aceleração de empresas no âmbito do programa Inova Maranhão apresentaram nesta segunda-feira (14), no Palácio dos Leões, os modelos de seus empreendimentos à uma seleta plateia de desenvolvedores maranhenses, empresas como Vale e Sebrae, e para o governador Flávio Dino.

“Quero dizer que gostei muito de participar desse momento, de conhecer as ideias desses maranhenses preocupados em criar saídas tecnológicas para situações diversas. Nós acreditamos muito nesse trabalho porque é com ele que nós vamos conseguir dar conta dessa agenda do século 21, dessa quarta onda da revolução científica e tecnológica, e diversificar a economia do Maranhão, principalmente nesse setor de comércio e serviços”, conta o governador Flávio Dino.

“Quero também deixar claro que o Governo cuida hoje do primeiro hub tecnológico do Maranhão, não do único. Nós temos essa visão de que é um trabalho imprescindível para que possamos ter uma sociedade mais justa. Seja pelo efeito das ferramentas, produtos e funcionalidades que aqui apresentaram, seja porque isso significa oportunidade de geração de trabalho e renda para centenas, talvez milhares de pessoas”, afirma Flávio Dino.

Na nova etapa, as startups passam a participar do processo de aceleração e encubação de seus negócios com a ajuda da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em conjunto com a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), por meio do Edital Nº 034/2017.

“O programa Inova Maranhão visa, fundamentalmente, fortalecer um ecossistema de inovação no estado do Maranhão, através da aceleração, da incubação e da preparação de empresas de base tecnológica para aderirem ao mercado, seja para oferecer suporte para empresas em outros ramos como no ramo agropecuário, no ramo da saúde, sejam para exercerem o seu mister de inovação de maneira focada e específica”, explica o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles.

A segunda fase do Inova Maranhão vai oferecer o acompanhamento em grupo e também individual, garantindo que as startups aprendam mais sobre modelo de negócios, marketing e vendas, plano de investimento, entre outros.

Igor Aguiar, fundador da Autodomum, uma das startups que passaram para a segunda fase do programa, destaca o caráter inovador da iniciativa do Governo do Maranhão.

“Essa é uma oportunidade excelente. O Governo do Estado está investindo no setor de tecnologia e isso a gente não vê em quase nenhum lugar do país, muito menos do Nordeste. É um momento que depois de dois anos de tentativas, nós vamos conseguir sair do papel com esse aporte financeiro e técnico oferecido”, afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Postagem em destaque

Idosa de 80 anos é atropelada na Avenida dos Portugueses em São Luís

Idalete Gusmão foi atropelada no início da manhã desta sexta-feira (14) por um motorista de táxi; Uma equipe do Samu esteve no local do aci...