segunda-feira, 28 de maio de 2018

Ações do Governo do Maranhão para reduzir efeitos da crise federal foram efetivas, dizem empresários

Comboios garantiram distribuição de combustível. (Foto: Gilson Teixeira)

As ações do Governo do Maranhão para levar combustível aos postos de gasolina têm surtido efeito, de acordo com os donos de postos na capital e no interior. O Estado vem organizando comboios com escolta policial para reduzir os impactos da crise federal de combustíveis. Já foram cerca de 200 caminhões-tanque abastecidos no Porto do Itaqui desde o sábado (26).

Para Leopoldo Santos, da Rede Natureza, foi “muito importante o apoio do governo para resolver o problema do abastecimento”. Ele acrescenta que “a gente conseguiu abastecer boa parte dos postos, vamos dar continuidade”.

O empresário participou no fim de semana de uma reunião com o Governo do Maranhão para traçar ações e levar combustível aos maranhenses na capital e no interior.

“Recebemos os donos de postos para garantir essa permanência do aparato de segurança para que a população não sofra maiores impactos do que já vem sofrendo”, disse o secretário da Casa Civil, Rodrigo Lago.

Para Afonso Ribeiro, da Rede Paizão, “essa comunicação do governo é muito importante”. Ele também esteve na reunião.

João Rolim, presidente do Sindicado dos Revendedores de Combustíveis do Maranhão (SindCombustíveis), classificou como “extremamente positiva” a operação montada pelo Governo do Maranhão para abastecer postos de gasolina e serviços essenciais.

“Poucos [governadores] estão fazendo isso”, afirmou João Rolim.

“Estamos em regime sem parar na nossa base, com profissionais se revezando para que consigamos, nas janelas de abastecimento que o governo tem disponibilizado, operar com segurança. Tendo essa segurança, nós temos produto na base para atender”, disse Mauro César Cruz, gerente de varejo da Ipiranga. “Estaremos juntos até o final da crise”, afirmou.

Antônio Nicolau, da Rede Paloma, disse que a “reunião foi muito proveitosa” e que “o Governo pode intervir na parte da segurança, na parte de apoio logístico, nas viagens dos caminhões até os postos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Postagem em destaque

Começa o período da piracema nos rios e lagos do Maranhão

Proibição atinge a pesca comercial, aquela que é praticada com armadilhas como, redes, tarrafas, espinheis, tapagens. Tem início o período d...