sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Bom Jardim : Após confessar ter estuprado e matado universitária, jovem é condenado a 39 anos de prisão

Crime aconteceu na madrugada do dia 19 de agosto de 2019.


Daniel Santos Sousa, de 22 anos, foi condenado a 39 anos por estupro e homicídio contra Thays Andrade da Silva, de 26 anos. (Foto: Divulgação)

Nesta quinta-feira (11), por volta das 9h, no Fórum de Justiça de Bom Jardim, Daniel Santos Sousa, de 22 anos, foi julgado após confessar ter assassinado a universitária Thays Andrade da Silva, de 26 anos, na madrugada do dia 19 de agosto de 2019, no município de Bom Jardim, no Maranhão.

Relembre o caso:

O fórum amanheceu cercado pela polícia e a área próxima ao prédio chegou a ter o trânsito interditado durante a sessão presidida pelo juiz Flávio Fernandes Gurgel.

Segundo Daniel, em depoimento, ele tinha decidido matar Thays Andrade, que trabalhava como secretária na Escola Municipal Ney Braga, por ela ter se recusado a ter um relacionamento amoroso com ele.

Já a mãe da vítima, Maria íris, disse, durante seu depoimento, que Daniel tinha prometido se vingar ao ser expulso da casa que morava com ela, Thays e o pai adotivo.

A mãe da vítima disse, ainda, que impôs a saída do rapaz como condição para que ela e a filha continuassem morando na casa, já que essa era uma exigência de Thays.

Daniel, que tem uma extensa ficha criminal, ficou com raiva por ter que sair de casa e ameaçou a mãe da vítima.

Após o crime, além do assassinato, exames de DNA confirmaram que houve abuso sexual. Daniel foi condenado a 39 anos de prisão em regime fechado por homicídio e estupro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Imperatriz retoma uso obrigatório de máscaras em locais públicos

A Prefeitura de Imperatriz divulgou nessa segunda-feira (29) o Decreto de nº 116 que retoma a obrigatoriedade do uso de máscara facial de p...