sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Censo: Maranhão tem pior indice de coleta de lixo domiciliar no país

Em Serrano do Maranhão, apenas 1% da população tem coleta de lixo.


Foto Reprodução

Os serviços de coleta de lixo, direta ou indireta, beneficiavam 90,9% dos brasileiros em 2022, segundo dados do Censo 2022 divulgados nesta sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa mostra que 82,5% dos moradores têm seus resíduos sólidos coletados diretamente no domicílio por serviços de limpeza.

A menor proporção de coleta direta ou indireta de lixo foi registrada no Maranhão (69,8%). Em relação a 2010, o Maranhão foi a unidade da federação que mais ampliou a cobertura da coleta de lixo, com uma expansão de 16,3 pontos percentuais na proporção da população atendida, resultado que, no entanto, não foi suficiente para retirá-lo da última posição nesse indicador. Em Serrano do Maranhão, apenas 1% da população tem coleta de lixo.

“As unidades da federação que têm menor proporção de coleta em 2022, como Piauí, Acre e Maranhão, tiveram bastante elevação de 2010 para 2022. O Maranhão, por exemplo, foi o estado que mais elevou a proporção da população atendida por coleta de lixo”, disse o pesquisador do IBGE Bruno Perez.

“A grande cobertura nacional do serviço de coleta de lixo pode ser explicada, em parte, pelo fato de ele precisar de uma infraestrutura relativamente simples para ser feita. Ainda existe, no entanto, uma desigualdade regional significativa, como no caso do Maranhão”, acrescenta Bruno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Defesa Civil do MA registra 19 cidades em situação de emergência por causa das chuvas

No estado como um todo, há o registro de 810 famílias alojadas em abrigos, enquanto outras 2.297 foram desalojadas de suas residências. Foto...