quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Aged realiza fiscalização em plantações de banana contaminadas por fungo no Maranhão

Fiscalização foi realizada em plantações no município de Barão de Grajaú, que apresentaram os sintomas da 'Sigatoka Negra', fungo que tem alto poder destrutivo.



Fiscais da AGED e da Adapi participaram de ação de combate à praga da banana em Barão de Grajaú (MA) — Foto: Divulgação/Aged

A Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) realizou uma inspeção sanitária em plantações de banana em propriedades do município de Barão de Grajaú, localizado a 679 km de São Luís, por suspeita de que infecção da Sigatoka Negra, praga que afeta as plantações. A ação contou com a participação da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi).

A ação contou com a participação de agentes da Adapi pelo fato do Piauí ser uma área livre de contaminação. A fiscalização foi realizada em plantações nos povoados de Caraíba dos Lopes e Serra Redonda que estavam sob suspeita de estar contaminadas. Ficou constatado o baixo risco de dispersão da praga por conta da localização geográfica e o tipo de exploração, para consumo próprio, já que não comércio ou intercâmbio do produto.

Agentes da Aged e da Adapi participam de fiscalização em plantações de banana que apresentaram sintomas do fungo Sigatoka Negra — Foto: Divulgação/Aged

De acordo com a Aged, as condições climáticas atuais no estado não são favoráveis para realizar a identificação de mais plantas com sintomas, por isso, novas fiscalizações serão realizadas no período chuvoso, época quando o fungo se reproduz. A Sigatoka Negra foi identificada em 2013 e ameaça pequenos produtores.

A doença tem sido alvo de atenção da agência por ser uma doença de alto poder destrutivo por ser considerada uma Praga Quarentenária Presente, pois não está distribuída por todo o país, atinge um produto de alto valor comercial, a banana, e possui programa oficial de controle

Como identificar a Sigatoka Negra

  • Descolorações ou pontuações despigmentadas (menores que 1mm), visíveis na parte inferior da folha;
  • Estrias de coloração marrom-clara, com 2 a 3 mm de comprimento;
  • Manchas ovais de cor marrom escura na face inferior e negra na face superior da folha;
  • Estrias que se alongam e já podem ser visualizadas em ambas as faces da folha;
  • Manchas com centro deprimido e de coloração branco acinzentado, que se unem em períodos favoráveis ao desenvolvimento do fungo.


Por G1 MA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Postagem em destaque

Real Godofredense estreia com vitória por 1x0 sobre o Juventus na Copa Moral de Clubes

O  Real Godofredense  estreou com triunfo na Copa Moral de Clubes. Em duelo disputado neste sábado (25), na Arena Ferreirão, o time do r...