terça-feira, 11 de junho de 2024

PF deflagra operação contra caça ilegal em Territórios Indígenas, no MA

Ficou comprovado que, devido a construção de uma estrada que cortava a terra indígena, havia se acentuado a invasão por parte de caçadores.


Durante o cumprimento da buscas, foram encontradas armas de fogo, munições e caça abatida. (Foto: Divulgação/PF-MA)

A Polícia Federal no Maranhão deflagrou, nesta terça-feira (11), a operação MEMORTUNRÉ-KANELA, com o objetivo de dar cumprimento a oito mandados de busca e apreensão domiciliares, expedidos pelo Juízo da 8ª Vara Federal Ambiental e Agrária da Justiça Federal, em face de invasores suspeitos de praticar caça clandestina dentro de terras indígenas no Maranhão, localizadas no município de Fernando Falcão.

Durante a investigação que motivou a representação da medida cautelar pela PF, ficou comprovado que, devido a construção de uma estrada que cortava a terra indígena, havia se acentuado a invasão por parte de caçadores, com iminência de conflito com os povos originários, em decorrência da atividade ilegal.

A investigação identificou alguns suspeitos da atividade clandestina, que repetidamente adentravam na terra indígena para apanhar/matar animais silvestres, gerando um clima de tensão e conflito com os povos indígenas, além de colocar em risco a subsistência alimentar dessa comunidade.

(Foto: Divulgação/PF-MA)

Durante o cumprimento da buscas, foram encontradas armas de fogo, munições e caça abatida. Duas pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Os investigados poderão ser indiciados pelos crimes de matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, além do crime de posse, ou porte de arma de fogo de uso permitido ou restrito, a depender das circunstâncias a serem esclarecidas no curso do inquérito policial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cândido Mendes| MPF solicita auditoria no município por suposta irregularidades no Censo Escolar

A pedido do Ministério Publico Federal e da CGU, o Tribunal de Contas do Maranhão estará em Cândido Mendes realizando uma fiscalização em re...