quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Escola particular de São Luís suspende aulas presenciais após professora testar para a Covid-19

Atividades foram suspensas por 14 dias e devem seguir de forma remota na instituição. Outras duas escolas da capital já suspenderam aulas após profissionais testarem positivo para o novo coronavírus.



Centro Educacional Sagres em São Luís (MA) suspendem as aulas presenciais após professora testar positivo para Covid-19. — Foto: Google Maps
O Centro Educacional Sagres, escola que pertence à rede privada de ensino de São Luís, suspendeu por 14 dias, as aulas presenciais na unidade após uma professora do Ensino Fundamental ter testado positivo para a Covid-19.

As aulas na unidade devem permanecer de forma remota. A confirmação do diagnóstico da docente aconteceu no sábado (5). Segundo a direção, a professora havia apresentado sintomas alérgicos desde o dia anterior, mas acreditava que se tratava de uma sinusite alérgica, uma vez que ela possui a doença.

A direção informou que a escola deve passar por um processo de higienização e que a decisão de suspensão segue de acordo com a Portaria nº 047 de 23 de julho, do Governo do Maranhão, que determina o isolamento imediato após o surgimento de sintomas gripais em alunos, professores ou funcionários.

Por meio de nota, a instituição reafirmou o compromisso com o bem comum da comunidade escolar e da sociedade, assim como da transparência de informações. O Centro Educacional Sagres declarou que todas as medidas preventivas serão implementadas, seguindo as orientações dos órgãos competentes.
Escola em São Luís (MA) comunica suspensão das aulas presenciais após professora testar para Covid-19. — Foto: Divulgação

Por Rafaelle Fróes, G1 MA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Postagem em destaque

Bom Jardim | Ex-prefeita "Ostentação" é condenada a devolver mais de um milhão de reais aos cofres públicos

A ex-prefeita do município de Bom Jardim (2013-2015), Lidiane Leite da Silva, a prefeita ostentação, foi condenada pelo TCE-MA, em dois proc...